Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Imagem Blog

Com a Palavra

Por Blog
Neste espaço exclusivo, especialistas, professores e ativistas dão sua visão sobre questões cruciais no universo da saúde
Continua após publicidade

Calor: os cuidados para aliviar inchaço, peso e varizes nas pernas

Embora comuns no verão, sintomas precisam ser acompanhados de perto para evitar um agravamento

Por Marcelo Calil Burihan, cirurgião vascular*
1 fev 2022, 10h57

Durante o verão, cresce a incidência de edemas e inchaços, principalmente nos membros inferiores, como as pernas e os pés.

O surgimento dos sintomas, em diferentes cenários, pode estar diretamente relacionado à saúde vascular e, sem os devidos cuidados, há uma tendência de agravamento.

Isso acontece porque a circulação sanguínea na pele trabalha para regular a temperatura do organismo. E, no clima quente, ocorre uma dilatação dos vasos durante esse processo, propiciando o agravamento tanto dos edemas como das varizes já presentes.

Pessoas com doenças pré-existentes precisam ter atenção redobrada, já que no calor ocorre a piora dos casos de linfedema, que é um inchaço causado pela alteração nos vasos linfáticos.

Os pacientes com diabetes, por exemplo, devem ficar especialmente de olho em ferimentos nos pés – devido à lenta cicatrização e à falta de sensibilidade – e evitar andar descalços ou com sapatos desconfortáveis.

+ Leia também: Passar muito tempo em pé faz mal para a saúde? 

Entre esses indivíduos, rachaduras são portas de entrada para micoses interdigitais e infecções de pele, como a linfangite e erisipelas (causadas pela bactéria estreptococos), que se espalham por meio dos vasos e podem causar bolhas e necroses de pele nos casos mais graves.

Essas infecções também são capazes de levar a quadros sistêmicos, como febre, náuseas e vômitos.

A importância de se mexer

Além do calor intenso, a falta de movimentação das pernas (seja em pé ou sentado, durante viagens ou no trabalho) é um fator de risco extra. Nessas circunstâncias, o edema se intensifica com o acúmulo de líquido, principalmente nos membros inferiores.

Por isso, para que haja um retorno venoso e linfático, exercitar-se é fundamental. Fora isso, sempre recomendo aos meus pacientes o uso de meias de compressão para a melhora do retorno de líquidos ao coração.

Compartilhe essa matéria via:

Outra orientação fundamental para evitar complicações vasculares durante o verão, e que nunca deixo de reforçar nas consultas, é a adoção de hábitos saudáveis na rotina.

Além de praticar atividade física regularmente, isso inclui ingerir bastante líquido; mexer as pernas durante pelo menos 30 minutos, a cada 50 minutos parado; elevar as pernas por 15 minutos, três vezes ao dia; diminuir o consumo de sal; manter uma dieta saudável, sem alimentos gordurosos; secar a pele entre os dedos dos pés adequadamente para evitar micoses; hidratar os pés para que não apareçam rachaduras e evitar o cigarro e as bebidas alcoólicas.

Em todas as idades e situações, é importante estar alerta e ter informações corretas para o diagnóstico precoce de problemas vasculares. Um angiologista ou cirurgião vascular podem ajudar nesse caminho.

*Marcelo Calil Burihan é cirurgião vascular, membro da Comissão de Tromboembolismo Venoso (TEV) da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular – Regional São Paulo (SBACV-SP) e professor da Cirurgia Vascular da Faculdade Santa Marcelina e preceptor da Residência Médica.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.