saudeLOGO Created with Sketch.

Como evitar a gripe?

A prevenção contra a doença passa obrigatoriamente pela vacina. Mas você pode adotar outras medidas básicas para minimizar o risco de sofrer com o vírus

Atire o primeiro lenço sujo quem nunca sentiu os sintomas de uma gripe: calafrios, dor do corpo, nariz entupido, febre, cansaço, sono… Em pouco tempo, esse monte de problemas derruba qualquer um. Daí, é preciso ficar de cama mesmo e tomar uma série de comprimidos para aliviar esses incômodos. Mas será que é possível evitar a doença e passar pelo outono/inverno sem sofrer com essas chateações?

Sim, existem maneiras cientificamente comprovadas de reduzir a probabilidade de ser infectado pelo vírus influenza, o causador da enfermidade. A primeira é tomar uma dose anual da vacina, disponível nos postos de saúde para alguns públicos, como as gestantes, as crianças, os professores e os profissionais da saúde (veja a lista completa aqui). O objetivo da vacinação é proteger populações mais vulneráveis e, assim, abreviar o impacto da gripe em toda a sociedade.

Veja também

“Para os grupos com imunização indicada, tomar a vacina não é apenas uma questão individual, de proteger a si próprio, mas passa também por cumprir o papel de cidadão, pois contribui para baixar a taxa de circulação do vírus em toda a comunidade”, chama a atenção a pediatra Flávia Bravo, gerente médica do Centro Brasileiro de Medicina do Viajante.

Outros jeitos de evitar a gripe

Vale a pena ainda colocar outras atitudes em prática. Uma delas é lavar as mãos com regularidade, principalmente ao chegar em casa, no trabalho ou na escola. Imagine em quantos lugares você passa a mão ao longo do dia: maçanetas, barras do ônibus e do metrô, corrimões, botões de elevadores… Quem garante que um sujeito gripado não passou ali antes e espalhou um monte de vírus nessas superfícies?

Nossos dedos são um dos grandes veículos de infecção pelo influenza. Se eles estão sujos, acabam levando à boca, ao nariz e aos olhos um monte de agentes infecciosos, que atacam as células dessas regiões de nosso corpo. Portanto, é bom ficar atento e, se possível, restringir o número de vezes que você leva as mãos até a face para coçar ou cutucar a pele.

Ao tossir ou espirrar, cubra o nariz e a boca de preferência com o antebraço. Desse modo, você impede que aquelas pequenas gotículas de saliva (outra forma relevante de contágio) fiquem suspensas no ar e entrem no sistema respiratório de um indivíduo que dê o azar de passar por ali nesse mesmo momento. E por que não usar as mãos? Ora, você a usa muito mais do que o antebraço para cumprimentar pessoas, apoiar-se no ônibus…

Outra dica esperta é manter os ambientes bem arejados: deixe as portas e janelas de sua casa abertas pelo maior tempo possível. Nos meses mais frios do ano, tendemos a nos manter enclausurados e próximos de outras pessoas, o que eleva o perigo de contrair uma gripe. Ao permitir que o ar circule no quarto, na cozinha e na sala, o risco de o vírus ser transmitido de um sujeito para o outro cai consideravelmente.

Células de defesa em forma

E como manter o sistema imunológico de prontidão para rebater qualquer invasão microscópica? Não há muito segredo por aqui: basta ter uma alimentação variada e equilibrada e uma rotina ativa, com a prática regular de atividade física.

Compostos específicos, como a vitamina C dos frutos cítricos e o selênio da castanha-do-pará, até ajudam e são importantes dentro do contexto de uma dieta saudável. Mas que fique claro: eles não fazem milagres como se divulga por aí.

Se, apesar de todas essas medidas, você ficar gripado, é bom permanecer em casa mesmo. O repouso é essencial para se recuperar com rapidez. Além disso, ao ficar de cama, você não vai passar o vírus para os colegas de trabalho ou da escola. Se a situação piorar, com aumento de febre, mudança na coloração do catarro e fortes dores pelo corpo, chegou a hora de procurar o pronto-socorro e, assim, iniciar um tratamento específico.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s