Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

Quais são as funções do nariz?

Ele filtra, aquece e umidifica o ar inalado, além de captar diversos aromas. Saiba como lavá-lo direito para se proteger da rinite e de outros problemas

Por André Biernath - Atualizado em 14 Feb 2020, 18h24 - Publicado em 19 Aug 2017, 10h33

Muita gente se surpreendeu quando uma pesquisa realizada por cientistas americanos e franceses veio à tona com o seguinte dado: somos capazes de sentir até 1 trilhão de aromas diferentes. Mas essa é apenas uma das façanhas do nariz. Todas elas, inclusive, têm tudo a ver com saúde. Saiba mais:

As funções do nariz

1. O filtro

Na entrada do nariz, há pelos que retêm partículas pequenas como germes e esporos. As que são ainda menores acabam barradas pelo muco que reveste as narinas. Em seguida, são varridas por pelinhos minúsculos, os cílios, para a região da garganta.

2. O aquecedor

Mais do que levar ar filtrado para os pulmões, o nariz o provê na temperatura certa. Para isso, tem uma boa área de mucosa, cheia de vasinhos, que transmite calor na sua passagem. Cerca de 30 litros de ar por minuto passam por esse processo.

Continua após a publicidade

3. O umidificador

O ar também não pode chegar muito seco aos pulmões, sob risco de lesar os alvéolos. A vascularização e o muco – produzido por pequenas glândulas ali – lhe transmitem umidade. A produção diária de muco chega a 2 litros.

4. O aromatizador

As partículas do ar estimulam os cílios, que transmitem um sinal elétrico a nervos ligados a eles. Esse sinal chega ao cérebro pelo bulbo olfativo, que interpreta o odor. O ser humano percebe 1 trilhão de cheiros diferentes. Os aromas também ajudam a processar e a distinguir o sabor da comida.

 

Continua após a publicidade

Como higienizar o nariz

Etapa 1

Incline a cabeça e injete 5 a 10 ml do soro com uma seringa sem agulha ou com o conta-gotas.

Etapa 2

Endireite a cabeça e assoe de leve o nariz. Se o líquido for parar na garganta, evite engoli-lo.

Etapa 3

Continua após a publicidade

Faça o mesmo com a outra narina. A lavagem deve ser diária e repetida 3 vezes ao dia em crises.

 

Continua após a publicidade

4 Problemas nasais

Coriza

A produção de muco aumenta e chega a escorrer. Isso acontece devido a resfriados, gripes, crises alérgicas ou como reação ao ar gelado.

Rinite

Continua após a publicidade

É uma inflamação da mucosa nasal provocada por ácaro, pólen, poeira, perfume, cigarro, micro-organismos ou até flutuações hormonais.

Sinusite

O ar que entra pelo nariz pode carregar vírus e bactérias que agridem os seios da face, cavidades aeradas envolvidas na produção de muco.

Sangramento

Cerca de 90% dos casos são resultado do rompimento de vasinhos por atrito ou ressecamento. Pressão alta ou tumores podem estar por trás das situações mais graves.

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

Fontes: Márcia Kii, médica do Instituto Ganz Sanchez de Otorrinolaringologia (SP); Patrícia Santoro, otorrinolaringologista do Hospital Sírio-Libanês (SP); Pedro Wey Barbosa de Oliveira, otorrinolaringologista do Hospital Israelita Albert Einstein (SP)

Publicidade