Clique e assine com até 72% de desconto

Dê mais espaço à carne branca

Quando só a vermelha dá as caras no prato, sobe mesmo o risco de as artérias passarem por um perrengue

Por Thaís Manarini Atualizado em 3 Maio 2017, 10h40 - Publicado em 19 fev 2016, 14h47

Não é de hoje que a inclusão de peixe e frango no cardápio da semana é professada por cardiologistas e nutricionistas. Mas uma equipe da Universidade Federal de Viçosa, em Minas Gerais, tem uma evidência fresquinha para dar suporte a esse conselho.

  • Eles analisaram os hábitos e alguns exames (colesterol, triglicérides, glicemia, entre outros) de aproximadamente 300 pessoas e perceberam que os grandes fãs de carne vermelha apresentavam os piores índices registrados. Corriam, enfim, maior risco de encarar a síndrome metabólica, condição que deixa as artérias e o coração no sufoco.

    “Não dá pra dizer que a carne branca em si previne o problema, mas é inegável que ela não causa tantos danos quanto a vermelha”, elucida a nutricionista Helen Hermana Hermsdorff, uma das autoras do trabalho.

    Publicidade