Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Com a Palavra Por Blog Neste espaço exclusivo, especialistas, professores e ativistas dão sua visão sobre questões cruciais no universo da saúde

Cuidados para se exercitar no verão

Essa época do ano é marcada por altas temperaturas, que pedem atenção redobrada com certas questões

Por Carol Borba, educadora física* Atualizado em 3 jan 2022, 10h20 - Publicado em 3 jan 2022, 10h30

O verão é aquela época em que um monte de gente quer começar a treinar. Muitos desejam mais saúde no resto do ano, outros têm objetivos mais estéticos.

Independentemente do motivo que leva alguém a dar início à atividade física, é importante entender que alguns cuidados são essenciais nessa época do ano, que é marcada por temperaturas elevadas, férias e comemorações.

Separei os principais pontos de atenção. Vamos lá:

Alimentação

Não devemos focar só as refeições pré e pós-treino, mas na rotina alimentar como um todo.

No verão, as altas temperaturas e o excesso de umidade diminuem a fome de muita gente. Só que treinar sem comer bem pode trazer grandes prejuízos, como mal-estar, tonturas, queda de pressão e falta de disposição.

Inclusive, ao realizar um exercício com o corpo cansado, é comum acabar executando os movimentos de maneira errada, ocasionando uma lesão.

A estratégia utilizada aqui para driblar essa situação é não deixar faltar nenhum nutriente no prato. Capriche em frutas e saladas, ricas em vitaminas e minerais, e abuse da água!

Compartilhe essa matéria via:
Continua após a publicidade

Hidratação

As condições climáticas do verão já são mais propícias para casos de desidratação. E, durante o exercício, esse risco aumenta ainda mais.
Entenda: ao treinarmos, a temperatura do corpo sobe. Assim, ele passa a utilizar mais líquido com o objetivo de se resfriar e ficar em equilíbrio.

Cabe pontuar também que, com o suor, perdemos água e também sais minerais e eletrólitos. Por isso, nos dias quentes, principalmente se estivermos falando de exercícios ao ar livre, o consumo de isotônico se torna imprescindível.

Durante o treino, o consumo de água e ou isotônico deve ser feito de forma gradativa para não causar nenhum desconforto.

E vale lembrar: evite álcool e bebidas com excesso de açúcar, pois podem promover desidratação.

Proteção para a pele

Treinar sentindo um ventinho no rosto e respirando ar puro é bom demais! Mas isso pode ocasionar problemas sérios se não nos protegermos do sol.

Por isso, o uso de filtro solar, bonés, viseiras e até mesmo roupas com tecnologia de proteção contra raios solares é essencial. É bom ressaltar que o protetor solar deve ser à prova d´água, evitando, assim, que saia com o suor.

Uso de roupas leves

Também é um fator que merece atenção, pois roupas com tecidos mais pesados não ajudam a dissipar o suor e, com isso, a temperatura corporal fica ainda mais elevada, causando mal-estar e aumento da perda de água.

Existem tecidos específicos que facilitam a ventilação, melhorando inclusive nosso desempenho nos treinos.

*Carol Borba é educadora física e uma das principais treinadoras online do País. A especialista está no YouTube e Instagram, canais onde ensina treinos para fazer em casa e dá dicas de hábitos saudáveis para seus milhões de seguidores.

Continua após a publicidade

Publicidade