Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Conheça a pipoca de sorgo pronta para comer

Três versões chegam ao mercado para popularizar o aproveitamento desse cereal rico em nutrientes saudáveis

Por Thaís Manarini e Vand Vieira Atualizado em 14 fev 2020, 18h25 - Publicado em 2 ago 2017, 09h50

sorgo já demonstrou, em pesquisas, que é desses alimentos que merecem espaço na nossa rotina. Afinal, é fonte de primeira de fibras e antioxidantes. O lançamento da marca Farovitta chama a atenção por usar o cereal como matéria-prima de pipoquinhas. Tem a versão tradicional (só com os grãos), a que inclui castanha de caju e uma terceira, com lascas de coco.

Nenhuma é preparada com óleo – são estouradas no ar quente mesmo. “Um pacote de 30 gramas pode funcionar bem como lanche da manhã ou da tarde”, avalia a nutricionista Érica Moraes, professora da Universidade Federal do Espírito Santo. Se não achar no supermercado, dá para comprar no site da própria marca.

  • Milho versus sorgo

    Sorgo: agrega uma boa dose de compostos fenólicos, defensores da saúde. Tem um monte de fibras, que saciam e fazem o intestino funcionar.

    Milho: também é cheio de fibras e antioxidantes. Mas evite a pipoca industrializada, lotada de gordura. Faça em casa, com pouco óleo.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade