Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Continua após publicidade

O exercício ideal para quem tem osteoporose

A fragilidade nos ossos não precisa ser motivo para ficar longe da atividade física. Basta ter alguns cuidados em mente

Por Karolina Bergamo
Atualizado em 14 fev 2020, 18h28 - Publicado em 9 jan 2017, 17h08

Não faltam pesquisas atestando a importância de mexer o esqueleto para ter uma vida saudável. Mas e se a osteoporose, doença crônica que deixa o tecido ósseo frágil e poroso, dá as caras? Nesses casos, será que os exercícios não gerariam fraturas graves?

Fique calmo: desde que bem realizadas, as atividades físicas na verdade evitam que o quadro piore. Isso porque recompõem parte da massa óssea perdida em decorrência da doença.

Como em outras doenças, o mais importante é passar por uma avaliação médica antes de adotar uma rotina de treinos. Entre os profissionais, uma das principais preocupações na hora de prescrever a malhação é mesmo o risco de ossos quebrados.

Práticas com impacto, principalmente nos quadros mais avançados, exigem cuidado redobrado — qualquer tipo de sobrecarga deve ser encarado com cautela. Os experts sugerem que o ideal é combinar exercícios de força, como musculação, com modalidades aeróbicas de baixo impacto, caso da caminhada ou da dança.

Continua após a publicidade

Pessoas jovens e homens podem desenvolver osteoporose, mas ela é mais prevalente entre as mulheres acima dos 50 anos — uma em cada três terá uma fratura devido à condição. Nos homens a partir dessa faixa etária, a proporção é de um para cinco.

E não é só o osso que precisa de atenção. A osteoporose abala também o funcionamento dos músculos, o que compromete a agilidade, a postura e o equilíbrio. E, vale lembrar, muitas das fraturas entre os pacientes com osteoporose ocorrem porque eles tropeçam e caem no chão. Mais um motivo para investir na musculação ou em atividades similares.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A saúde está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA SAÚDE.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.