Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Pizzas de pepperoni, atum e marguerita: qual sabor é mais nutritivo?

Escolhendo os ingredientes certos e dando prioridade às versões caseiras, dá para incluir a pizza no cardápio. Compare os nutrientes dos sabores clássicos

Por Thaís Manarini 11 abr 2020, 16h30

Ninguém precisa abdicar da pizza para manter a saúde e as medidas. “Basta escolher ingredientes melhores”, diz o nutricionista Matheus Motta, do programa Vigilantes do Peso. Ocorre que muitas vezes só nos lembramos de sabores clássicos, como o trio acima.

Entre essas opções, Matheus vê mais vantagens na marguerita. “Ela tem menos ingredientes industrializados”, avalia. O ponto fraco da pizza de atum está no fato de se usar a conserva em óleo. Já a de pepperoni seria a mais traiçoeira das três. “Os embutidos geralmente levam muito sódio e outras substâncias químicas para conservar o alimento”, conta.

Para o profissional, quem tem dieta balanceada e faz exercícios pode ligar para a pizzaria uma vez por semana, sim — e comer até duas fatias. Mas ele pede para priorizar receitas mais naturais.

“Evite embutidos, conservas e ingredientes supercremosos”, reforça. Se topar montar a sua versão caseira, melhor.

  • Energia

    Marguerita: 242 cal
    Atum: 249 cal
    Pepperoni: 300 cal

    Gorduras totais

    Atum: 7,2 g
    Marguerita: 7,6 g
    Pepperoni: 13,4 g

    Continua após a publicidade

    Fibras

    Marguerita: 1,5 g
    Atum: 1,2 g
    Pepperoni: 1,2 g

    Carboidratos

    Atum: 34,8 g
    Pepperoni: 34,8 g
    Marguerita: 35,1 g

    Proteínas

    Atum: 11,9 g
    Pepperoni: 11 g
    Marguerita: 8,9 g

    Cálcio

    Marguerita: 145 mg
    Atum: 127 mg
    Pepperoni: 126 mg

    (Os valores se referem a uma fatia de 90 gramas das versões caseiras de cada pizza)

    Placar SAÚDE

    Marguerita 3 x Atum 3 x Pepperoni 1

    Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos da Universidade de São Paulo

    Continua após a publicidade
    Publicidade