Clique e Assine VEJA SAÚDE por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Cacau: 7 benefícios à saúde do fruto famoso pelo chocolate

Delicioso, versátil e repleto de antioxidantes, flavonoides e minerais essenciais. Saiba mais sobre esse alimento tão querido e como inseri-lo na dieta

Por Yasmmin Ferreira
10 jul 2024, 11h25

Mais conhecido por ser a matéria-prima do chocolate, o cacau pode trazer uma série de vantagens para o bem-estar geral do corpo. Afinal, ele é rico em antioxidantes, flavonoides e minerais essenciais.

É claro que, para obter essas vantagens, é preciso tomar cuidado com a maneira como se consome o fruto do cacaueiro, já que os chocolates em geral são produtos ultraprocessados, ricos em açúcar, gordura e outros ingredientes.

Entre os principais benefícios do fruto, incluem-se:

1. Poderosos antioxidantes

O cacau é uma das fontes mais ricas de antioxidantes, como flavonoides e polifenóis. Esses compostos ajudam a combater os radicais livres no corpo, que são moléculas que podem causar danos às células.

Continua após a publicidade

Esse combate reduz o estresse oxidativo – processo associado ao envelhecimento precoce e ao desenvolvimento de doenças crônicas, câncer e disfunções cardíacas.

2. Saúde cardiovascular

Os flavonoides presentes no cacau ajudam a melhorar a função dos vasos sanguíneos, promovendo a dilatação e o relaxamento das artérias. Isso contribui para a redução da pressão arterial e melhora a circulação sanguínea. Além disso, seus compostos antioxidantes previnem a oxidação do LDL (colesterol “ruim”).

3. Aumento do “bom colesterol”

O consumo regular de cacau pode aumentar os níveis de HDL, o colesterol “bom”. O HDL ajuda a remover o excesso de colesterol ruim das artérias e transportá-lo para o fígado, onde é metabolizado e eliminado do corpo. Manter níveis adequados de HDL é essencial para um equilíbrio saudável dos lipídios no sangue, reduzindo o risco de aterosclerose e outras doenças cardiovasculares.

Continua após a publicidade

4. Melhora do humor e redução do estresse

O cacau contém compostos como a teobromina e o triptofano, que podem aumentar os níveis de serotonina e endorfinas no cérebro, aliviando o estresse, a ansiedade e melhorando o humor geral – proporcionando uma sensação de felicidade e relaxamento.

5. Função cognitiva aprimorada

Os flavonoides do cacau têm sido associados à melhora da memória e da função cognitiva. Estudos indicam que esses compostos antioxidantes podem aumentar o fluxo sanguíneo do cérebro, melhorando a função cerebral e protegendo contra o declínio cognitivo relacionado à idade. O consumo regular do fruto ainda poderia reduzir o risco de doenças neurodegenerativas, como o Alzheimer.

Vale ressaltar que esses benefícios são complementares a um estilo de vida saudável, com exercícios físicos e uma alimentação balanceada, que inclua a prevenção do cansaço mental.

Continua após a publicidade

6. Propriedades anti-inflamatórias

O fruto possui propriedades que auxiliam na redução da inflamação crônica no corpo – associada a uma série de doenças, incluindo artrite, doenças cardíacas e diabetes. Os compostos bioativos do cacau inibem a produção de moléculas inflamatórias e promovem uma resposta imunológica saudável, contribuindo para a prevenção e o manejo dessas condições.

7. Fonte de minerais essenciais

O cacau é rico em minerais como magnésio, ferro, cobre e manganês, que são fundamentais para várias funções corporais. O magnésio é importante para a saúde óssea, função muscular e produção de energia. O ferro é essencial para a formação de hemoglobina e o transporte de oxigênio no sangue. Já o cobre e o manganês são necessários para a saúde do sistema nervoso e a proteção contra danos oxidativos.

Cacau no dia a dia

Todos os benefícios destacados no texto não querem dizer que o fruto faça milagres. Ele acrescenta benefícios a quem já adota hábitos saudáveis.

Continua após a publicidade

De qualquer forma, incorporar o cacau na dieta pode ser uma escolha deliciosa, já que o chocolate é a forma mais conhecida de ingerí-lo.

+Leia também: Chocolate: é possível obter benefícios à saúde comendo um doce?

Estudos indicam que o consumo moderado de chocolate amargo pode melhorar o fluxo sanguíneo, trazendo benefícios tanto para o coração quanto para o cérebro.

Continua após a publicidade

É claro: os benefícios do chocolate estão associados a uma alta presença de cacau. Então é preciso ter cuidado com versões nas quais a matéria-prima não está tão presente assim.

Ao integrar o cacau à sua alimentação, é essencial escolher formas pouco processadas e com menor teor de açúcar. Optar por chocolates com alto teor de cacau (70% ou mais) pode maximizar a obtenção de nutrientes enquanto limita a ingestão de açúcares adicionados.

O cacau em pó, por exemplo, é uma excelente adição para enriquecer vitaminas/smoothies, mingaus de aveia e até mesmo o famoso cafezinho.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.