Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Continua após publicidade

5 trocas espertas para o almoço e jantar dos diabéticos

Embora o carboidrato seja o personagem principal, preste atenção nas melhores fontes de proteína e gordura

Por Regina Célia Pereira
Atualizado em 14 fev 2020, 18h23 - Publicado em 24 set 2017, 10h27

Ser diabético é sinônimo de cuidar do que se come, mas não deve ser o mesmo que comer sem sabor. Nesse sentido, já mostramos cinco maneiras diferentes de deixar o café da manhã mais saudável. Agora, chegou a vez do almoço e do jantar.

“O carboidrato, mesmo aquele proveniente do arroz, da batata ou do macarrão, não está proibido”, adianta a nutricionista Maristela Strufaldi, da Sociedade Brasileira de Diabetes. “Só que é preciso moderação”.

Confira cinco boas trocas para as principais refeições do dia:

Macarrão refinado por massa integral

A vantagem do segundo prato é o maior teor de fibras, que, de cara, leva a uma resposta glicêmica branda – ou seja, as taxas de açúcar no sangue não disparam. Para potencializar esse efeito, o macete é adicionar vegetais frescos e ricota esfarelada. Aí o carboidrato é absorvido de forma ainda mais lenta. Por fim, regue com o perfumado molho pesto, que leva azeite, castanha e manjericão.

Arroz branco pelo integral com sementes

A dica é refogar sementes como a do girassol e a da abóbora e misturá-las ao arroz integral no meio do cozimento. Legumes ralados, como cenoura, abobrinha, além de brócolis e couve-flor, são outros belos complementos.

Continua após a publicidade

Carne gorda por lombo suíno, peixe ou peito de frango

Assim se reduz o teor de gordura saturada do menu. Optando pelos pescados, o ganho tende a ser até maior, já que eles exibem ômega-3, uma gordura amiga das artérias. A nutricionista Maristela recomenda levá-los ao forno.

Batata inglesa por batata-doce, inhame ou mandioca

Esse time de vegetais concentra mais fibras do que a batata convencional, colaborando para o aumento da saciedade. Não significa, porém, que deva ser consumido com exagero. Um truque é preparar com a casca para assegurar as vitaminas.

Pizza de mussarela por uma versão com tomate cereja, ricota e abobrinha

Primeiro de tudo, invista na massa integral. Pode cobrir os discos com vegetais e queijos magros para baixar o teor de gordura saturada. A pizza de atum é outra boa pedida, já que tem proteína e ômega-3. Só cuidado com o sódio.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A saúde está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA SAÚDE.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.