Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

Um em cada três brasileiros consome vegetais regularmente

Levantamento indica que homens e mulheres estão colocando mais frutas e hortaliças no prato

Por Paula Laboissière (Agência Brasil) - Atualizado em 18 abr 2017, 12h42 - Publicado em 18 abr 2017, 12h22

O consumo regular de frutas e hortaliças aumentou no país nos últimos oito anos, passando de 33% em 2008 para 35,2% em 2016, segundo dados divulgados ontem (17) pelo Ministério da Saúde. Ainda assim, apenas um em cada três adultos brasileiros consome esse tipo de alimento em pelo menos cinco dos sete dias da semana.

A pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) revela ainda que os hábitos, nesse caso, são melhores entre as mulheres – o consumo regular de frutas e hortaliças no grupo passou de 38,6% para 40,7% no período – do que entre homens, cujos percentuais passaram de 26,4% para 28,8%.

Feijão

Ainda de acordo com o estudo, o consumo regular de feijão entre os brasileiros caiu nos últimos quatro anos, passando de 67,5% em 2012 para 61,3% em 2016. Entre os homens, o índice passou de 74,2% para 67,9% no período e, entre as mulheres, de 61,7% para 55,7%.

Continua após a publicidade

Refrigerantes e sucos artificiais

O consumo regular de refrigerantes e sucos artificiais também caiu entre a população brasileira nos últimos nove anos, passando de 30,9% em 2007 para 16,5% em 2016. Entre os homens, o índice passou de 35,7% para 19,6% no período e, entre as mulheres, de 26,9% para 13,9%.

Atividade física

O levantamento também aponta que a prática de atividades físicas no tempo livre do brasileiro aumentou nos últimos sete anos. Em 2009, o indicador era de 30,3% e, em 2016, de 37,6%. A prevalência, segundo o ministério, diminui com a idade, sendo mais frequente entre jovens de 18 a 24 anos (52%) e menos frequente entre pessoas com 65 anos ou mais (22%).

Continua após a publicidade

Este conteúdo foi publicado originalmente pela Agência Brasil.

Quer receber uma dose semanal de SAÚDE no seu e-mail? Então assine nossa newsletter — é grátis e fácil. Basta clicar aqui.

Publicidade