Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 5,90/mês

Como fazer uma boa faxina (sem prejudicar a saúde)

Qual a diferença entre os produtos de limpeza? Como evitar uma intoxicação? As respostas para essas e outras perguntas estão no Detetives da SAÚDE da semana

Por Da Redação - Atualizado em 21 ago 2020, 19h30 - Publicado em 23 jul 2020, 07h00

Não é exagero afirmar que a pandemia de Covid-19 modificou para sempre a rotina de todos nós. Um dos aspectos mais afetados foi a relação que temos com nossa própria casa: o isolamento social e a impossibilidade de contratar serviços profissionais de faxina fizeram com que muita gente tivesse que reaprender a arte (e a ciência) de tirar o pó, passar pano nos móveis e esfregar os azulejos da cozinha e do banheiro.

Mais que isso, a preocupação com a contaminação pelo coronavírus exigiu um monte de cuidados com as mais diferentes superfícies e objetos: o álcool 70%, o desinfetante e a água sanitária nunca foram tão populares.

Se você já foi ao menos uma vez ao supermercado, deve ter reparado na quantidade de produtos de limpeza disponíveis — são dois ou três corredores de prateleiras apinhadas de garrafas e potes dos mais diversos tamanhos e cores. Como escolher o item ideal para cada etapa? Quais são os mais eficientes e menos danosos aos móveis e ao piso?

Esse foi o assunto do episódio 57 do podcast Detetives da Saúde. O repórter André Biernath, que escreveu uma reportagem sobre faxina para uma edição recente de VEJA SAÚDE, conversou com Veronica Oliveira, palestrante, inspiradora digital e criadora do @faxinaboa nas redes sociais, e Adriano Guilherme Lowenstein, consultor técnico da Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional (Abralimp).

O programa também trouxe uma série de recomendações para proteger a saúde durante a faxina. Um relatório recente publicado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aponta um aumento de 23% nos casos de intoxicação por produtos de limpeza nos primeiros meses de 2020 em comparação com o mesmo período de 2019. Nossos convidados dão recomendações essenciais para blindar a pele e os pulmões com o uso de máscaras, luvas e, claro, a leitura prévia dos rótulos.

Continua após a publicidade

Você pode escutar o programa em diversas plataformas. Dá para clicar e ouvir no nosso site mesmo. Também estamos no Spotify, no Deezer, no Google Podcasts, no Pocket Casts, no Youtube… Não sabe como ouvir nesses ambientes? Clique aqui.

Abaixo, você consegue escutar o episódio direto no Spotify. Basta apertar o play:

Ouça no YouTube:

Continua após a publicidade
Publicidade