Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

A vida empacou? Que tal testar o playfulness?

Método criado por psicólogo brasileiro busca tirar as pessoas da inércia e da infelicidade no trabalho

Por Diogo Sponchiato 23 jun 2022, 12h11

O baiano Lucas Freire é eclético por natureza. E essa característica transpira no livro Playfulness! (Editora DVS – clique para comprar), que explica a abordagem desenvolvida pelo psicólogo para driblar desafios na carreira e no emprego — e arrecadar conquistas e bem-estar mental.

Freire vai de fenômenos pop como Star Wars e Harry Potter a grandes nomes da filosofia como Gilles Lipovetsky e Max Horkheimer, e sua narrativa, recheada de causos, referências e humor, reflete o método defendido por ele.

O playfulness se origina da interseção de outras teorias e práticas consagradas no mundo corporativo e na sociologia e psicologia para trazer mais criatividade, resiliência e felicidade no contexto do trabalho e do propósito de vida.

Surge como resposta ao número crescente de pessoas que não se encontram satisfeitas com o que fazem — ou acabam sendo vítimas de estresse e burnout.

O autor aglutina o Homo sapiens (aquele que pensa), o Homo faber (aquele que cria) e o Homo ludens (aquele que joga e brinca) e propõe um jeito mais leve e, ao mesmo tempo, inteligente e assertivo para indivíduos e empresas saírem da zona de desconforto.

CAPA DO LIVRO
Capa: DVS/Divulgação

Playfulness! — Trilhas para uma Vida Resiliente e criativa
Autor: Lucas Freire
Editora: DVS
Páginas: 224

+ LEIA TAMBÉM: Como o burnout se tornou uma questão de saúde pública

Do discurso para o método

As peças que compõem o playfulness do psicólogo Lucas Freire

Continua após a publicidade

Ludicidade: o autor parte do princípio de que jogar, brincar e competir fazem parte da natureza humana, e isso pode ser explorado para construir ambientes criativos.

Resiliência estoica: o estoicismo é uma escola que vem da Antiguidade e se conserva atual. Ensina a encarar a realidade como ela é e a trabalhar o autocontrole.

Tensão criativa: a ideia é que, frente a adversidades, em vez de ficarmos paralisados, possamos buscar em nossa essência e repertório novas soluções para os desafios.

Teoria do flow: obra do psicólogo croata Mihaly Csikszentmihalyi, se baseia em pensar e agir no aqui e agora — valorizando esses momentos —, e não ficar buscando um futuro “perfeito”.

Playfulness: é um amálgama dessas quatro abordagens. O objetivo é cultivar o trabalho e outros aspectos da rotina de um modo mais resiliente, inovador e prazeroso.

Compartilhe essa matéria via:
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e no app.

Blogs de médicos e especialistas.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)