Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Imagem Blog

Foco na Criança Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Caminhos para uma infância mais saudável e com o melhor suporte médico são o mote dos artigos do pediatra Felipe Monti Lora, CEO do Sabará Hospital Infantil
Continua após publicidade

Como está a saúde mental dos profissionais que cuidam dos nossos filhos

Uma reflexão para encerrar o Janeiro Branco sobre o bem-estar de pediatras e outros profissionais que cuidam de crianças – e do impacto no atendimento

Por Felipe Monti Lora
31 jan 2024, 09h11

Estamos no Janeiro Branco, o mês dedicado à conscientização sobre a saúde mental. De acordo com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), a depressão e a ansiedade são algumas das principais causas que afetam a saúde mental. Outros fatores, como insônia, estresse, dores no corpo, esgotamento e sensação de incapacidade, impactam diretamente no cotidiano pessoal e profissional.

Com a pandemia, o índice de pessoas com esses transtornos aumentou em todas as faixas etárias – e não foi diferente com os profissionais da saúde.

No relatório COVID-19 Health Care Workers Study que foi divulgado em 2022 e realizado em 11 países latino-americanos (incluindo o Brasil), cerca de 22% dos quase 15 mil trabalhadores de saúde entrevistados durante o período da pandemia apresentaram sintomas de depressão.

+ Leia também: Como você está?

E a saúde mental desses profissionais reflete diretamente na assistência clínica. Mas dar atenção especial para os profissionais da área da saúde tem sido um grande desafio para os gestores do setor.

Continua após a publicidade

Na pediatria, é ainda mais delicado, pois eles precisam lidar com a pressão e responsabilidade diárias, com a saúde do paciente e com os pais – que são os grandes parceiros do tratamento, mas também demandam tempo e atenção para orientações, alinhamento entre responsáveis.

Quadros de exaustão e estresse, além de má qualidade de sono, sintomas depressivos e dores pelo corpo, tornaram-se mais frequentes. Eles impactaram diretamente na rotina, gerando, por exemplo, a falta de motivação e a produtividade no trabalho.

No Sabará Hospital Infantil, em que a maioria dos pacientes são crianças de alta complexidade e que muitas vezes passam por longos períodos de internação, é primordial o apoio emocional à nossa equipe. Isso para que possam prestar o melhor cuidado aos pacientes, com toda a segurança necessária.

+ Leia também: Como enganar a si mesmo faz mal à saúde

A saúde de quem cuida de nossas crianças é valiosa e recebe uma atenção diferenciada. Contamos com um programa de suporte profissional que identifica, acolhe e ouve o profissional, de maneira integral.

O Programa “Cuidando de Quem Cuida” disponibiliza rodas de conversa para expressão e compartilhamento dos sentimentos gerados em situações de sofrimento dos profissionais da assistência do hospital, incluindo médicos, enfermeiros e toda a equipe multiprofissional. Os atendimentos individuais e em grupo geram confiança, fortalecem os vínculos e amenizam a dor que envolve o cuidado de crianças com condições complexas.

A manutenção da saúde mental dos profissionais em ambiente hospitalar é parte essencial do processo de cura do paciente, já tão fragilizado. Um indivíduo em pleno bem-estar mental é capaz de tomar, com a devida habilidade emocional, as melhores decisões no cuidado de alguém, além de permitir que os times de assistência atinjam sua melhor performance.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A saúde está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA SAÚDE.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.