saudeLOGO Created with Sketch.

Coma grãos e viva mais

Mas tem que ser do tipo integral, com maior aporte de elementos benéficos

Aveia, milho, arroz, trigo… Segundo pesquisadores da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, incluir esses alimentos na rotina é sinônimo de mais aniversários pela frente. Como isso foi descoberto? Eles separaram cerca de 110 mil voluntários em cinco grupos, de acordo com a frequência de consumo de grãos integrais. Ficou claro, então, que, entre os grandes fãs desses itens, a taxa de mortalidade por qualquer causa caía 9% e, por doenças cardiovasculares, 15%. Para Qi Sun, que conduziu a investigação, um dos motivos recai sobre a carga glicêmica. “Ao contrário dos grãos refinados, os integrais não elevam drasticamente os níveis de açúcar e insulina no sangue”, explica.

A nutricionista Daniela Chaud, da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo, ainda lembra que eles são mais nutritivos. “É que preservam fibras e componentes como vitaminas E e do complexo B, cobre, zinco e magnésio, além de outras substâncias de ação antioxidante”, enumera. Mas, atenção: para entrar no time dos integrais, o cereal precisa ter estas três partes intactas: 

•    Endosperma
É onde fica a maior parcela de amido, um carboidrato complexo que fornece energia.
•    Casca
O nome oficial é farelo. Carrega fibras, vitaminas do complexo B e minerais.
•    Gérmen
Concentra gorduras do bem e minerais, além das vitaminas E e do complexo B.