saudeLOGO Created with Sketch.

Ioga reduz efeitos colaterais da terapia para câncer de próstata

A prática se destacou no controle do cansaço em pacientes com esse tipo de tumor. E também trouxe melhoras contra disfunção erétil, na qualidade de vida...

A fadiga é uma das principais reclamações de quem está enfrentando um câncer — inclusive o de próstata, que atinge mais de 2 milhões de homens por ano só no Brasil. Como contra-atacar a exaustão? Um estudo da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, analisou os efeitos da ioga em pacientes com essa doença que estavam passando por radioterapia, e os resultados foram encorajadores.

No início do experimento, todos os voluntários exibiam níveis de cansaço similares. Eles então foram divididos aleatoriamente em duas turmas. Enquanto uma frequentava aulas de ioga duas vezes por semana, com duração de 75 minutos cada, a outra seguia sem essa atividade. As classes começavam com cinco minutos de exercícios respiratórios e incorporavam posições clássicas, sendo que algumas eram adaptadas às necessidades de cada praticante.

Ao longo do tempo, a diferença entre os grupos ficou clara. “Os indivíduos que faziam ioga reportaram menos fadiga do que antes (…). Já aqueles que não participavam das sessões relataram mais prostração com o decorrer da intervenção”, explica Neha Vapiwala, líder da investigação.

 

Veja também

 

Os benefícios não param por aí

Os pesquisadores também avaliaram o impacto da ioga contra a disfunção sexual, presente em até 85% dos sujeitos em tratamento contra o câncer de próstata. No estudo em questão, a maioria dos homens afirmaram sofrer com problemas moderados ou severos de impotência.

Infelizmente, o grupo que apostou na prática indiana não observou melhorias nessa questão em comparação com o início do experimento. Mas atenção: a condição, em média, não piorou. Já no grupo controle, houve um agravamento do distúrbio com o passar das sessões de radioterapia. Segundo os experts, isso pode acontecer porque a ioga fortalece os músculos pélvicos.

Pensa que acabou? Pois o estudo ainda demonstrou que o bem-estar emocional melhorou mais rapidamente entre os marmanjos que participaram das aulas. Vantagens como essas, se reiteradas por outros levantamentos, justificam ao menos experimentar a ioga como uma forma de aliviar os efeitos colaterais dessa doença.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s