Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Ibuprofeno: o que é, para que serve e quais as indicações de uso

Usado para sintomas como dores e febre, o ibuprofeno é um anti-inflamatório que se destaca. Saiba mais sobre ele, suas indicações e reações adversas

Por Maria Tereza Santos Atualizado em 20 Maio 2021, 12h29 - Publicado em 21 out 2020, 12h14

O que é o ibuprofeno

O ibuprofeno é um anti-inflamatório não esteroidal (AINE). Trata-se de um princípio ativo que age contra inflamações não tão intensas, sendo comumente indicado contra febre e dores diversas. Ele está disponível em remédios com diferentes nomes, de marcas distintas.

“Os AINEs são menos potentes que os esteroidais, como os corticóides, em bloquear o processo inflamatório. Esses são capazes até de alterar os glóbulos brancos”, diferencia o farmacêutico Leonardo Pereira, da Associação Brasileira de Ciências Farmacêuticas (ABCF).

Para que serve o ibuprofeno e quando deve ser usado

O ibuprofeno faz parte dos medicamentos isentos de prescrição, os MIPs. Portanto, você pode comprá-lo na farmácia sem uma receita.

“Na maioria das vezes, são remédios utilizados para tratar o que chamamos de transtornos menores ou problemas de saúde autolimitados”, informa Pereira, que também é professor da Universidade de São Paulo (USP).

Nessa lista, estão inclusos febre, dores musculares, cólicas menstruais e dor de garganta, cabeça e dente.

Só que o ibuprofeno tem uma capacidade anti-inflamatória um pouco mais intensa que outros AINEs. Por isso, às vezes os médicos o indicam para aliviar a dor de cirurgias pequenas, como a extração de um dente, e o incluem no tratamento de artrite.

Alguns remédios que têm ibuprofeno na composição

  • Advil
  • Alivium
  • Ibuflex
  • Buscofem
  • Novalfem
  • Doraplax
  • Lombalgina

Diferença de ibuprofeno e paracetamol

Apesar de ambos terem ação analgésica e agirem contra a febre, o ibuprofeno e o paracetamol são princípios ativos diferentes.

O paracetamol sequer é um anti-inflamatório propriamente. Por isso, não é tão útil quando a raiz da dor é uma inflamação. Além disso, ele demora mais para fazer efeito. Como escolher entre um e outro? Converse com um profissional de saúde.

Quanto tempo leva para fazer efeito

Ele precisa de 15 a 30 minutos para agir. O alívio dos sintomas dura entre quatro e seis horas, a depender da causa e da intensidade.

Tipos de ibuprofeno e diferença entre eles

Ele é encontrado em gotas, cápsulas e comprimidos. O princípio ativo, claro, segue o mesmo. A única diferença é que a forma líquida começa a surtir efeito mais rapidamente.

“Para um medicamento agir, ele precisa ser absorvido pelo trato gastrointestinal e cair na corrente sanguínea. Por isso a forma líquida é mais rápida que a sólida”, explica o farmacêutico. Ora, as cápsulas e os comprimidos demoram mais para serem digeridos e absorvidos pelo organismo.

Continua após a publicidade

Quais são as contraindicações

Entre outros grupos, o ibuprofeno não deve ser utilizado por bebês menores de 6 meses, grávidas, lactantes e pessoas que sofrem com úlcera gastroduodenal e sangramento gastrointestinal. Idosos e crianças com menos de 2 anos só podem ingerir sob orientação médica. Pessoas com asma também não devem recorrer a esse fármaco para evitar broncoespasmos.

Além disso, ele não é recomendado em caso de suspeita de dengue e outras doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti. “Os AINEs interferem na formação das plaquetas, que é justamente onde essas enfermidades agem”, avisa o especialista. Ingerir essa classe de medicações quando você está com dengue aumenta o risco de hemorragias perigosas.

Claro, não tome se você for alérgico a qualquer componente da fórmula. Se tiver dúvidas, fale com um especialista. E sempre leia a bula.

É possível que o ibuprofeno provoque reações adversas. As mais comuns são tontura, coceira, enjoo, diarreia ou constipação, entre outras. Se notar qualquer sintoma suspeito, suspenda a medicação e fale com um médico.

Interações medicamentosas com o ibuprofeno

Há uma lista de remédios que devem ser evitados enquanto o ibuprofeno é administrado. Por isso, é importante ler a bula e informar o médico se você toma alguma outra droga, principalmente de uso contínuo.

Caso compre sem receita, vale a pena bater um papo com o farmacêutico antes.

Dose recomendada

Ela varia de acordo com a faixa etária e o peso. Essa informação também é encontrada na bula — e pode ser discutida com um especialista.

Abusos podem trazer consequências sérias. Se você ultrapassar a dosagem máxima diária, procure o Centro de Informação e Assistência Toxicológica (Ciat) mais próximo.

Precauções e advertências

Interrompa o consumo de bebidas alcoólicas enquanto estiver usando o remédio e fique atento a eventuais sinais de alergia. Se eles aparecerem, busque ajuda médica.

No mais, é importante ter bom senso. “Lembre-se que o ibuprofeno é indicado para transtornos menores. Se você continuar com febre ou dor por mais de dois ou três dias, então tem algo errado. Aí é necessário ir ao médico”, finaliza o professor.

Tomar remédio frequentemente, sem descobrir a causa por trás do incômodo, pode favorecer a evolução de doenças graves.

Continua após a publicidade

Publicidade