saudeLOGO Created with Sketch.

Alívio inédito para a hipertensão pulmonar

Chega ao Brasil novo medicamento contra um subtipo da doença, marcada por cansaço, dor no peito e falta de ar

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária deu sinal verde para o riociguate, da farmacêutica Bayer, molécula que atua no controle da hipertensão pulmonar. A enfermidade causa um aperto nas artérias que carregam o sangue pelos pulmões. “O remédio é indicado para a hipertensão pulmonar tromboembólica crônica (HPTEC), em que há a formação de coágulos nos vasos da região”, esclarece Maristella Kato, gerente médica da companhia.

Veja também

Administrado por meio de três comprimidos diários, o fármaco deve ajudar cerca de 40% das pessoas com a condição — esse grupo não pode passar por cirurgias para eliminar os trombos. “O riociguate estimula a dilatação e a proliferação dos vasos sanguíneos nos pulmões”, explica a cardiologista Gisela Martina Bohns, da Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre.