Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Leite de cabra: menos alergênico e gorduroso

Considerada mais vantajosa do que o leite de vaca, a bebida é usada pela Embrapa na elaboração de diversos produtos.

Por Redação M de Mulher Atualizado em 28 out 2016, 07h02 - Publicado em 27 jul 2014, 22h00

Iogurtes, bebidas e até sorvetes à base de leite de cabra vêm sendo desenvolvidos no Brasil.
Foto: Deborah Maxx

 

Sabe aquelas pessoas alérgicas ao leite de vaca? Pois é bem possível que elas não padeçam com as mesmas reações desconfortáveis ao optar pelo leite de cabra. “Isso porque esse líquido não apresenta, ou só tem em pequenas quantidades, a caseína alfa-s1. E é principalmente por causa dela que as crises são desencadeadas”, esclarece Karina dos Santos, engenheira de alimentos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Outro ganho: apesar de a dose de gordura variar entre as amostras, o leite caprino tende a ser mais magro do que o de vaca. “O importante mesmo é que ele concentra teores mais elevados de ácidos graxos insaturados, melhores para a saúde”, observa. De olho nessas qualidades, a Embrapa Caprinos e Ovinos vem criando tecnologias para a fabricação de iogurtes, bebidas e sorvetes à base de leite de cabra. “Todos foram muito bem avaliados em testes sensoriais”, comemora Karina.


Gostinho de fruta

Os iogurtes de leite caprino da Embrapa foram feitos com graviola, maracujá e goiaba. Já os sorvetes, com melão e cajá. “Além de agregar sabor, as frutas oferecem vitaminas e outros compostos bioativos”, justifica Karina. Agora é torcer para que logo, logo sejam comercializados.

Continua após a publicidade
Publicidade