saudeLOGO Created with Sketch.

Chocolate amargo para proteger as artérias

Alguns quadradinhos livram os vasos de entupimentos. O motivo? Continua um mistério.

Maneire no consumo das versões branca e ao leite, que são pobres no nutriente que beneficia o coração.
Foto: Getty Images

 

Que o chocolate escuro reúne mais cacau e, por isso, doses fartas de flavonoides – aclamados antioxidantes – não é novidade. Mas estudiosos da Universidade Wageningen, na Holanda, decidiram entender por que isso favoreceria a saúde das artérias.

Eles deram 70 gramas da guloseima, ou um tabletinho, a 44 homens todos os dias por dois períodos de duas semanas. O que mudou entre uma fase e outra da pesquisa foi a composição do chocolate ofertado: apesar de a quantidade de cacau ser igual sempre, na segunda etapa o doce continha pitadas extras de flavonol, um tipo de flavonoide. Ao final da análise, ficou claro que isso evitou o enrijecimento dos vasos sanguíneos, além de impedir a formação de placas em seu interior. Mas a especulação de que quanto mais flavonol, melhor gerou frustração: os dois doces tiveram o mesmo efeito. “Seria importante realizar intervenções mais longas”, observa o angiologista Almar Bastos, membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular,do Rio de Janeiro.


Não exagere
O fato de o chocolate com mais flavonol não ter gerado maiores benefícios reforça a orientação de preferir os pequenos tabletes àquelas barras enormes. “Até porque o exagero pode levar a um acúmulo de gordura”, destaca Bastos. Daí, o coração volta para a corda bamba.