Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Fonte da ansiedade é revelada. E possível novo tratamento também

Cientistas conseguiram usar um tipo de luz para controlar os sintomas de angústia

Por Giovana Feix Atualizado em 10 mar 2021, 16h53 - Publicado em 2 fev 2018, 16h30

Há boas notícias para os quase 10% da população brasileira que sofrem com a ansiedade: cientistas americanos acabam de fazer uma descoberta essencial para possibilitar a invenção de novos (e bem eficazes) tratamentos para esse transtorno psíquico. Eles encontraram, em animais, o lugar exato do cérebro em que esse problema tem início.

Pesquisadores das universidades da Califórnia e Columbia analisaram a atividade cerebral de ratos enquanto percorriam um circuito criado especialmente para a experiência. Nesse trajeto, alguns caminhos levavam a espaços abertos ou plataformas mais elevadas de propósito, já que esses ambientes são conhecidos por gerar ansiedade nos animais – ora, situações assim aumentam a vulnerabilidade a predadores. Quando os roedores chegavam a esses locais, os cientistas podiam observar uma atividade mais intensa em um tipo específico de neurônio, situado no hipocampo. Seria a “célula da ansiedade”.

Mas como reverter o quadro? Pois os estudiosos investigaram isso também. Eles perceberam que dava para controlar a atividade desses neurônios com o uso de um estímulo luminoso na região. A tecnologia usada para isso vem de uma área da ciência chamada de optogenética, e alia luz, genética e bioengenharia para atuar em células específicas.

O melhor de tudo: devido à relativa semelhança entre o nosso cérebro e o dos ratos, a hipótese dos cientistas é de que a dinâmica observada neles esteja presente também em nós. Isso abriria alas para pesquisas inéditas sobre a influência dessa mesma cutucada luminosa em nossa mente e, portanto, contribuiria para a criação de novos tratamentos para ansiedade.

A notícia é especialmente bem-vinda em um lugar como o Brasil que, segundo dados divulgados no ano passado pela Organização Mundial da Saúde, é o país com a maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade do mundo inteiro.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e no app.

Blogs de médicos e especialistas.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês