Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Zoom: os cristais que levam à gota

Imagem mostra em detalhes cristais de ácido úrico. Quando se acumulam no corpo, eles podem provocar dores intensas e outros problemas de saúde

Por Diogo Sponchiato 18 jan 2021, 11h00

A foto acima lembra aqueles tapetes felpudos que tornam aconchegantes nossas salas. Mas, na realidade, estão mais para espinhos. O microscópio apresenta cristais de ácido úrico, que, ao se acumularem nas juntas de alguns desafortunados, levam a uma inflamação conhecida como gota. Ela pode fazer marmanjo rolar no tapete de dor.

Segundo uma análise norte-americana, se estima que 4% das pessoas sofram de gota. O controle do quadro, que está ligado a uma má alimentação, inclui ajustes na dieta e, se preciso, remédios.

Para flagrar o problema, é preciso dosar o ácido úrico em circulação com um exame de sangue. Entre 2,4 e 5,7mg/dl são os valores considerados normais no sangue de mulheres. Nos homens, vão de 3,4 a 7 mg/dl.

  • Além da gota, o acúmulo de ácido úrico traz outras encrencas, como a retenção de sódio que favorece o aumento da pressão arterial, danos aos rins e um risco elevado de doenças cardiovasculares.

    Continua após a publicidade
    Publicidade