Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Hemorroidas: o que são, como surgem e quais os tratamentos disponíveis

Cercadas de mitos, as hemorroidas representam um incômodo dos grandes. Mas é possível controlá-las com pomadas e outros procedimentos

Por André Biernath Atualizado em 15 abr 2020, 14h09 - Publicado em 15 abr 2020, 10h11

Apesar de ainda ser um tabu, é importante falar sobre as hemorroidas, nome dado aos vasos sanguíneos do ânus quando estão dilatados. Até porque elas são mais comuns do que se imagina: estima-se que metade da população adulta terá esse incômodo em algum momento da vida.

Veja, no infográfico abaixo, como elas se formam e o que define o nível de gravidade:

Infográfico: Eduardo Pignata e Erika Onodera/SAÚDE é Vital

Tratamentos e técnicas contra a hemorroida

Alimentação: uma dieta rica em fibras e probióticos (bactérias benéficas) é a recomendação médica número 1.

Pomada: um creme anti-inflamatório traz um pouco de alívio — mas não vai resolver a questão.

Elástico: feito no ambulatório, envolve a base da hemorroida. Sem sangue, ela necrosa e cai.

Radiofrequência: procedimento simples realizado no consultório que queima e seca as bolsinhas.

Laser: Os cirurgiões podem usar feixes de luz específicos para cortar e moldar as paredes do ânus.

Cirurgia: método tradicional destinado aos casos mais graves. O pós-operatório exige bastante paciência.

Mitos e verdades sobre os fatores de risco

1. Vaso sanitário – VERDADE

Ficar tempo demais sentado na privada força as veias da região do ânus.

2. Pimenta – MITO

Irrita o intestino e piora a situação, mas não causa diretamente esse problema.

Continua após a publicidade

3. Sexo anal – MITO

Propicia fissuras anais, mas não está relacionado às hemorroidas.

4. Constipação – VERDADE

Fezes duras e secas machucam as paredes do trecho final do aparelho digestivo.

5. Bebida alcoólica – MITO

Os drinques prejudicam, mas só quando a condição já está instalada.

6. Bicicleta – VERDADE

O selim lesiona essa região — mas só em quem pedala por muitas e muitas horas.

7. Gestação – VERDADE

O crescimento do bebê pressiona as estruturas da pelve. Nessa, acaba sobrando para o ânus.

Fontes: Carlos sobrado, coloproctologista do Centro de Gastroenterologia do Hospital Nove de Julho (SP); Sociedade Brasileira de Coloproctologia

Continua após a publicidade

Publicidade