saudeLOGO Created with Sketch.

Você sabe como evitar acidentes com animais aquáticos?

Cientista dá dicas de como ter uma relação amistosa com esses bichos. Faça o nosso teste e veja se é capaz de identificar as principais ameaças aquáticas!

O dermatologista e biólogo Vidal Haddad Junior, da Faculdade de Medicina de Botucatu, no interior de São Paulo, estuda problemas causados pela interação entre humanos e seres aquáticos há mais de 30 anos. Toda essa experiência foi reunida no recém-lançado Medical Emergencies Caused by Aquatic Animals: a Zoological and Clinical Guide (ainda sem versão em português), um dos primeiros guias do mundo a abordar o assunto. O livro traz orientações sobre ferimentos e envenenamentos provocados por espécies que habitam rios, lagos e mares. 

“A cada mil atendimentos de emergência realizados na cidade de Ubatuba (SP) no verão, um está relacionado a acidentes com animais marinhos, o que é relevante”, conta o autor. Evitar o contato com os bichos é a regra número um para fugir de muitas das chateações.

Leia também: Sol e praia: cuidados para desfrutar do verão

4 maneiras de evitar acidentes com animais aquáticos

  • Procure informações em placas ou com moradores locais antes de se aventurar na água.
  • Nade com cuidado onde você não conhece.
  • Não passe qualquer produto nos ferimentos.
  • Vá ao hospital nos casos mais graves.

 

Você sabe identificar os bichos que mais estão envolvidos nos contratempos? Leia as descrições abaixo e tente adivinhar qual o animal. Depois, clique no texto para ver a resposta: