Clique e Assine VEJA SAÚDE por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Audiometria: como é o exame e quando ele é indicado?

Teste mede a capacidade auditiva do paciente, especialmente quando há suspeita de que ela está diminuindo

Por Yasmmin Ferreira
24 abr 2024, 17h19

Como o nome sugere, a audiometria é um exame utilizado para mensurar a capacidade auditiva de uma pessoa. A ideia é simples: em um ambiente silencioso e com um dispositivo ou fone nos ouvidos, o paciente é exposto a tons sonoros em diferentes frequências e intensidades, e deve indicar quando ouve os sons – geralmente, pressionando um botão ou levantando a mão.

Com base nas respostas do paciente, o audiologista pode mapear a capacidade auditiva em várias frequências, determinando se há perda auditiva e em que grau ela ocorre. Essas informações são registradas em um audiograma.

Como interpretar os resultados da audiometria?

O audiograma, nome dado ao gráfico que representa os resultados da audiometria, tem a função de ilustrar visualmente as respostas dadas ao longo do exame, buscando dar subsídios ao médico para avaliar a capacidade auditiva.

Na maioria dos audiogramas, as frequências sonoras são plotadas horizontalmente em uma escala que varia de baixas frequências – entre 250 Hz e 500 Hz, para altas frequências – entre 8000 Hz e 16000 Hz.

+Leia também: Uma a cada mil crianças nasce surda ou com perda auditiva severa

Já as intensidades sonoras são plotadas verticalmente em uma escala que geralmente varia de zero decibéis (dB), que representa o limiar auditivo, até 120 dB, que representa sons muito altos e potencialmente prejudiciais.

Com base nos resultados do audiograma, os profissionais de saúde podem diagnosticar diferentes tipos e graus de perda auditiva, identificar padrões de audição e recomendar tratamentos adequados, como o uso de aparelhos auditivos ou encaminhamento para avaliações especializadas.

Quem deve realizar o exame de audiometria?

A audiometria é indicada em diferentes situações. Por exemplo, quando uma pessoa apresenta sintomas de perda auditiva, como dificuldade para ouvir conversas ou zumbidos nos ouvidos, o exame é utilizado para diagnosticar e avaliar a gravidade da condição.

Além disso, é usada para monitorar a progressão da perda auditiva ao longo do tempo e ajustar os dispositivos que a pessoa já utiliza para ajudar a escutar melhor.

Continua após a publicidade

Em bebês, crianças e adultos mais velhos, a audiometria também pode ser usada como parte de triagens auditivas para detectar problemas de audição precocemente.

Ainda, antes e após procedimentos médicos ou cirúrgicos relacionados à audição, como cirurgias de implante coclear, o exame é realizado para estabelecer um parâmetro comparativo e avaliar a eficácia do tratamento.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.