Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Sedentarismo financia a doença de Alzheimer

Seu impacto, aliás, é comparável ao de herdar genes ligados ao problema

Por Theo Ruprecht Atualizado em 25 jul 2018, 10h21 - Publicado em 28 abr 2017, 10h30

A maioria da população não possui defeitos no DNA que predispõem a essa demência. Porém, segundo estudo da Universidade McMaster, no Canadá, essa boa notícia pouco importa se você fica parado. Após avaliar 1 646 indivíduos, os cientistas notaram que o risco de ter Alzheimer é similar entre os sedentários e os donos de um genoma desfavorável. “Isso significa que, por meio da atividade física, podemos preservar a cognição”, indica a fisiologista Jennifer Heisz, líder da investigação.

O lado negativo

Infelizmente, voluntários com falhas no código genético não viram o risco de Alzheimer cair ao suarem a camisa. “Mas estudamos pessoas acima de 60 anos. Talvez adultos mais jovens com essas alterações se protejam ao fazer exercício”, sugere a autora do trabalho.

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Acesso imediato ao app da Veja Saúde, com as edições digitais, para celular e tablet.

a partir de R$ 9,90/mês