Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Imagem Blog

O Futuro do Diabetes Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Blog
Carlos Eduardo Barra Couri é endocrinologista, pesquisador da USP de Ribeirão Preto e criador do Endodebate e do Diacordis. Aqui ele mapeia os cuidados e os avanços para o controle do diabetes
Continua após publicidade

Medicamento que aumenta massa muscular é destaque em congresso europeu

Além do efeito nos músculos, medicamento também atua na redução do peso corporal

Por Carlos Eduardo Barra Couri
5 out 2023, 15h11

Uma pílula mágica que faça aumentar a massa muscular e reduza a gordura corporal enquanto a gente fica sentado no sofá. Eis o sonho de qualquer indivíduo, certo? 

Bem, sonhos e mágicas à parte, sabemos que nada vai substituir uma alimentação saudável e a prática regular de exercícios.

Contudo, pesquisadores da empresa americana Versanis Bio desenvolveram um medicamento chamado bimagrumab que pode auxiliar a manter a constituição corpórea saudável. 

O bimagrumab é um anticorpo monoclonal que inibe uma substância do nosso organismo chamada miostatina, que freia a proliferação e a formação de células musculares.

O raciocínio é simples: ao bloquear a ação da miostatina, ocorre um aumento na massa muscular e, consequentemente, o corpo consome mais energia, culminando em perda de peso. 

O remédio ganhou destaque no Congresso Europeu de Diabetes, que acontece em Hamburgo, na Alemanha. No evento, foi apresentado um estudo com pessoas com diabetes tipo 2 e obesidade.

Continua após a publicidade

Os participantes tinham, em média, 60 anos, peso de 90Kg e IMC de 32 Kg/m2. Em um ano de acompanhamento, os indivíduos que tomaram o medicamento apresentaram uma perda de 20% de gordura corporal e um aumento de 3,6% na massa muscular.

Além disso, houve uma diminuição de 9 cm na circunferência abdominal e uma redução na hemoglobina glicada de 0,7 pontos percentuais. A hemoglobina glicada é um marcador que mostra a  média da glicose dos últimos 3 meses. 

+ Leia tambémComo evitar a perda de massa muscular com o avançar da idade?

E tem mais. Outros estudos com o bimagrumab em pessoas saudáveis apontam que, quanto maior a ingesta de proteínas, maior o ganho de massa muscular. 

Diversos tratamentos para obesidade, em especial a cirurgia bariátrica, levam não só à perda de gordura, mas de músculos. O próprio processo de envelhecimento está associado a esse quadro, inclusive em pessoas com obesidade. 

Continua após a publicidade

Esse medicamento poderia ser uma opção para tais quadros, entre outros. Mas vale dizer que as pesquisas aqui mencionadas são de fase 2.

Ou seja, precisaremos aguardar o desenrolar dos estudos de fase 3 (a última antes da aprovação) para ver se esta nova fórmula será realmente segura e eficaz para ser utilizada na prática clínica. 

Enquanto isso, lhes pergunto: já foram à academia hoje? 

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A saúde está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA SAÚDE.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.