Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Imagem Blog

Chegue Bem

Por Blog
Você pode (ou melhor, deve) se preparar para um envelhecimento saudável. A geriatra Maisa Kairalla, da Universidade Federal de São Paulo e da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, ensina como
Continua após publicidade

5 razões para os idosos não deixarem de tomar a vacina contra a gripe

Nossa colunista traz os principais argumentos para que os mais velhos participem da campanha de vacinação e se protejam da gripe nesta temporada

Por Dra. Maisa Kairalla
Atualizado em 5 mar 2020, 12h22 - Publicado em 9 Maio 2019, 12h25

Já falamos sobre o assunto neste espaço e você já deve ter visto a campanha nacional de vacinação, mas, como geriatra, não posso me furtar a reforçar o coro em prol da imunização contra a gripe. Entre os idosos, quanto antes se tomar a dose, melhor. Isso porque demoram pelo menos quatro semanas para o imunizante fazer seu devido efeito. E é preciso estar vacinado quando a temperatura baixar e o vírus influenza circular com maior intensidade.

Ano após ano é preciso revisitar esse tema, reforçando a importância de crianças, gestantes, doentes crônicos e, claro, idosos aderirem à vacinação. Ano após ano mudam os vírus circulantes. Ano após ano resistem mitos e informações equivocadas sobre a vacina da gripe.

No caso do público mais velho, ainda há uma noção, totalmente errônea, de que a vacina pode causar um tipo de gripe. É uma baita inverdade: o imunizante é feito com vírus inativado, incapaz de desencadear doença.

Ser vacinado, pelo contrário, é a principal maneira de inibir a manifestação da gripe, bem como suas complicações e inclusive o risco de morte.

Continua após a publicidade

Seleciono a seguir cinco argumentos para ressaltar o papel da vacina contra a gripe para a saúde dos idosos. Tome nota e fique à vontade para usá-los quando alguém lhe perguntar por que os mais velhos devem tomar sua dose:

  1. A imunização é a ferramenta mais poderosa para prevenir o ataque do vírus influenza em pessoas acima dos 60 anos.
  2. A vacina irá elevar o potencial de ação da nossa imunidade. Na medida em que envelhecemos, ocorre a chamada “imunoscenessência”, que consiste em mudanças pelas quais o sistema imunológico passa e podem enfraquecer a capacidade de se defender de infecções, tumores e doenças autoimunes.
  3. Um idoso vacinado, caso apresente a gripe, será menos impactado pelo vírus e reduzirá as chances de ter complicações decorrentes da doença, como ataques cardíacos e derrames.
  4. Tomando a vacina anualmente, como é indicado, o idoso estará sempre protegido. Isso porque a cada ano muda a formulação da vacina para que ela possa cobrir e combater as novas cepas de vírus circulantes — H1N1, H3N2 e tipo B.
  5. Se vacinar contra a gripe contribui com o envelhecimento saudável. Acredite: a gripe pode levar à morte ou evoluir para uma pneumonia, uma das principais causas de internação e óbito entre idosos no país.

Chegou a hora de se proteger!

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.