saudeLOGO Created with Sketch.

Furão: aprenda a cuidar deste bichinho de estimação

O furão é uma boa opção para quem pensa em ter bicho em casa. O ferret, como também costuma ser chamado, pode ser uma divertida companhia

Furão: aprenda a cuidar deste bichinho de estimação

Além de uma alimentação adequada, o animal só precisa de uma gaiola com água
Foto: Dreamstime

Simpático, agitado e curioso – assim é a personalidade desse bichinho exótico. Se você se interessa, o primeiro passo é escolher direito o seu furão (ferret). Segundo a veterinária Marina Galvão Bueno, a importação do furão americano é permitida, desde que ele seja castrado e tenha um microchip de identificação. Por isso, exija da petshop um certificado que garante sua legalidade e informe o número do dispositivo.

E saiba: “Logo nos três primeiros meses de vida, o furão precisa receber uma vacina própria para a espécie, contra raiva e cinomose, doenças que podem levá-lo à morte”, explica o veterinário especializado Renato Miracca, de São Paulo. Um reforço deve ser ministrado anualmente. “Outra precaução importante é conhecer seus hábitos e o padrão de fezes, urina e alimentação”, completa. “É que alterações podem indicar problemas de saúde aos quais eles são suscetíveis, como tumores nas glândulas, gripe humana e traumatismos”, completa o veterinário André Grespan, também de São Paulo. Por isso, “se notar sintomas como sonolência, queda de pêlo, diarréia, aumento do abdômen, tremores, convulsão ou apatia, leve-o a um especialista depressa”, alerta Grespan.

Além de uma alimentação adequada, o animal só precisa de uma gaiola com água, uma rede para dormir e brinquedos próprios. A higiene, claro, é fundamental. “Mantenha a gaiola limpa, escove o pêlo do bicho e compre uma vasilha sanitária”, ensina Renato. Será que o furão não pode ficar solto no ambiente? Até pode, desde que o dono fique de olho, como se cuidasse de um bebê que engatinha. “Ele é muito ágil. Tome cuidado com tomadas, janelas, ralos, produtos de limpeza, máquinas e fornos ligados”, avisa o veterinário Rodrigo Teixeira, de São Paulo. Mas, por incrível que pareça, dá até para levar seu furão para umas voltinhas na rua. Com coleira especial, é claro!


Conheça o bichinho:

Origem: região central dos Estados Unidos.

Hábitos alimentares: são mamíferos e carnívoros. Devem comer uma ração própria, rica em proteínas.

Expectativa de vida: de seis a nove anos.

Preço: de 500 a 1 500 reais

Comportamento: em geral é um animal dócil, só ataca para se defender. Pode se adaptar aos horários do dono, mas costuma dormir de dia e acordar à noite. Ah, guarde seus objetos favoritos, porque os furões adoram roubá-los e escondê-los.

Não é indicado: para crianças muito pequenas. Frágeis, os furões podem reagir de jeito agressivo a uma brincadeira mais brusca.