saudeLOGO Created with Sketch.

Cinco marcas de tapioca são reprovadas em avaliação da Proteste

Sódio acima do ideal e presença de bactérias estão entre os problemas detectados

A tapioca roubou o lugar do pãozinho em vários lares brasileiros. Mas, segundo a Proteste – Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, é necessário ter muita atenção ao comprar esse item. Depois de analisar nove marcas, a entidade concluiu que a tapioca da Taeq e da Cisbra têm mais bactérias do que a lei permite – o que aumenta o risco de intoxicação alimentar.

Já o produto da Akio reúne 36,7 miligramas de sódio em 100 gramas, o triplo em relação à segunda tapioca mais salgada do teste (Taeq, com 12 miligramas por 100 gramas). Na análise de higiene, os itens da Taeq, Cisbra, Akio e Sabor da Paraíba se saíram pior.

Como se não bastasse, a rotulagem estava inadequada na maioria dos casos. Segundo a avaliação, alguns fabricantes deixam a desejar em relação à informação de que o alimento está pronto ou semipronto para consumo, como Taeq, Cisbra, Pantanal e Chinezinho.

No final das contas, segundo a Proteste, as marcas Paraibinha, Da Terrinha, Pantanal e Beijubom foram consideradas as mais indicadas para levar pra casa.

Mas a tapioca compensa mesmo?

A resposta não é tão simples quanto parece. Esses alimentos até batem de frente em calorias, mas o pão integral carrega mais vitaminas e fibras, o que lhe confere maior poder de saciar. Já a tapioca se destaca por ter menos sódio e nada de glúten – algo ótimo para quem tem intolerância à proteína. Em geral, a recomendação é alternar os dois no dia a dia.

Mas lembre-se: o que faz da tapioca uma boa opção é o recheio. É furada lotá-la de queijos gordos, manteiga e leite condensado. O melhor é recheá-la com fontes de fibras ou proteínas, já que a tapioca é basicamente carboidrato. Nesse sentido, as melhores opções são frutas, geleias naturais, queijo branco, tomate e atum, só para citar alguns exemplos.

O posicionamento da Taeq
“A marca Taeq cumpre rigorosamente as normas em vigor para todos os seus produtos sob a ótica das leis que regem a produção e a oferta de alimentos. Em relação a avaliação da Proteste, a marca informa que a Tapioca Taeq atende a todos os requisitos de higiene, estando o produto de acordo com os parâmetros microbiológicos legais, exigidos pela RDC 12 de 02/01/2001 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.”