Clique e Assine VEJA SAÚDE por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Como escolher o melhor restaurante self-service

A Proteste — Associação Brasileira de Defesa do Consumidor chama a atenção para aspectos que aumentam o risco de contaminações nesses locais

Por Thaís Manarini (texto) | Rodrigo Damati (ilustração)
10 Maio 2023, 18h57

No restaurante do tipo self-service, bastante comum no Brasil inteiro, a comida fica à disposição para o próprio cliente se servir.

Pois a Proteste — Associação Brasileira de Defesa do Consumidor chama a atenção para aspectos que aumentam o risco de contaminações nesses locais.

Para a engenheira de alimentos Mylla Cardoso, técnica da entidade, há muita desinformação e más práticas por aí. “Não adianta evitar a salada e comer carne malpassada”, exemplifica.

Aprenda a garantir refeições mais seguras:

Higiene

O espaço como um todo deve ser muito limpo. “Um local sujo tem cheiro desagradável e pode atrair baratas, insetos e outros bichos”, nota Mylla.

Continua após a publicidade

Fora que, segundo ela, o desasseio no salão é mau sinal quanto às condições da cozinha. Verifique ainda se os funcionários que manipulam os alimentos usam touca e luvas. Quem está no caixa, mexendo com dinheiro, não deve chegar perto da comida.

+ LEIA TAMBÉM: 22 erros na cozinha que afetam a sua saúde

Conservação dos alimentos

Como eles ficam expostos o tempo inteiro, precisam ser protegidos de eventuais sujidades.

De acordo com Mylla, é essencial que haja uma cobertura em cima do balcão da comida — isso evita que as pessoas se debrucem sobre as travessas.

Continua após a publicidade

Além disso, pratos quentes devem ser mantidos acima dos 60° C por, no máximo, seis horas. Para os frios, a temperatura certa é abaixo dos 10° C.

Compartilhe essa matéria via:

Qualidade e preparo

Olho vivo em características como cor, textura, cheiro e sabor. Se provar algo suspeito, pare de comer e relate o ocorrido a algum funcionário do estabelecimento.

Se você não estiver acostumado a frequentar determinado restaurante, a técnica da Proteste orienta evitar itens crus e malpassados, porque existe a probabilidade de contaminação por micro-organismos.

Continua após a publicidade

Comentários e dúvidas

Para uma escolha acertada, a Proteste indica ler avaliações de outros clientes — elas costumam ser encontradas em redes sociais, no Google e em páginas como o Tripadvisor.

Caso você tenha dúvidas sobre certas questões (da maneira de higienizar os alimentos à temperatura das travessas), não deixe de expô-las.

“O restaurante não pode se ofender. É uma questão de segurança”, frisa Mylla.

Consumidor também tem deveres

Quem frequenta o self-service precisa ter noção de algumas regrinhas de etiqueta.

Continua após a publicidade

Não falar enquanto se serve é uma das principais, já que pode voar saliva na comida, elevando o risco de doenças transmissíveis.

Outra atitude bacana é lavar as mãos antes de começar a pegar a comida. “Inclusive, o estabelecimento precisa oferecer um ambiente para essa higienização”, diz Mylla.

+ LEIA TAMBÉM: Comida de época: por que respeitar a sazonalidade dos alimentos

Perigo à vista

Deslizes na conservação da comida e na limpeza do local são prato cheio para a proliferação de bactérias e outros micróbios. E eles podem desatar quadros de vômitos, diarreia, dor abdominal etc.

Continua após a publicidade

“Dependendo da pessoa, as consequências podem ser graves”, alerta a engenheira de alimentos da Proteste. Ela indica cuidado dobrado com grávidas, crianças, idosos e indivíduos com a saúde debilitada.

Muita opção, pouco equilíbrio?

O self-service pode ser um convite a exageros, mas não precisa ser assim

  • Evite chegar faminto

Quando isso ocorre, os pratos ficam enormes. Então, não espere a fome se tornar absurda para ir ao restaurante.

  • Faça a análise prévia

Para não ser surpreendido e pegar um pouco de tudo, avalie as opções antes de montar a refeição.

  • Tenha foco total

Deixe para bater papo só quando chegar à mesa. Na fila, evite distrações ao fazer suas escolhas alimentares.

  • Use o mesmo prato

Em vez de pegar salada e, depois, voltar para se servir das opções quentes, coloque tudo em um prato só.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.