Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Retrato de um escritor enquanto aprendiz de ioga

Em novo livro, Emmanuel Carrère relata, de forma visceral e sincera, sua experiência com a prática milenar e a luta para exorcizar seus demônios mentais

Por Diogo Sponchiato
Atualizado em 25 abr 2023, 11h51 - Publicado em 25 abr 2023, 11h46

A nova obra do já cultuado escritor francês leva “ioga” no título, mas está longe de ser um manual para usuários ou um panfleto de apologia a posturas e mantras.

Também não se resume a um “livrinho simpático e perspicaz sobre ioga”, como o autor concebeu inicialmente.

A obra, publicada no país pela Alfaguara, é um relato das experiências do escritor com a meditação e sessões de ioga, tomando como ponto de partida um retiro de silêncio com a finalidade de mergulhar nessa filosofia e seus exercícios diários.

foto do escritor
O escritor francês Emmanuel Carrère. (Foto: Reprodução/ Alfaguara/Divulgação)

Mas não só: é também a jornada de um homem maduro que tem desejos, obsessões, arroubos egoístas e uma crise depressiva que o faz flertar com o suicídio.

Continua após a publicidade

E, ainda que Emmanuel Carrère dê pinceladas ficcionais nesse retrato que se presta a ser sincero e honesto, o fato é que ele consegue produzir, dentro de uma narrativa viciante, uma profunda, saborosa e por vezes dura reflexão sobre o que é tentar estar aqui, no presente, sem se enredar nas teias do passado e do futuro — e sobre como é possível (sobre)viver a um transtorno mental e a momentos que nos fazem duvidar da beleza e do propósito da vida.

Ioga (Alfaguara)

capa do livro

Reflexões a partir da prática

No novo livro, escritor pondera sobre uso estético e redentor da ioga

O que a ioga não é?

Emmanuel Carrère nos faz pensar que o mindset e as práticas envolvidas na ioga não precisam ser reféns de uma camisa de força — isto é, só conseguiria evoluir na meditação e nas posturas, colhendo seus benefícios, quem partisse para um retiro isolado. Por outro lado, o Ocidente transformou a ioga em um tipo de ginástica ou mesmo em um remédio — e, convenhamos, ela é muito mais que isso.

O que ela pode ser?

A ioga e a meditação são caminhos — caminhos para voltar ao aqui e agora e se desvencilhar do que nos preocupa ou assombra no passado e no futuro. Carrère mostra no livro que essa prática não o curou de nada — o autor inclusive recebe o diagnóstico de transtorno bipolar e chega a ser internado num centro psiquiátrico no período relatado —, mas ela representa uma via sui generis para se autoconhecer.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A saúde está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA SAÚDE.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.