saudeLOGO Created with Sketch.

Dá para combater a ansiedade sem remédio

Terapias mentais e corporais também ajudam a lidar com o nervosismo exagerado. Conheça as abordagens terapêuticas que podem ser úteis

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), nosso país tem o maior número de pessoas ansiosas no mundo: 18 milhões de brasileiros convivem com o transtorno marcado por um constante sentimento de preocupação. A psicoterapia e os remédios são a base do tratamento e permitem que as crises sejam controladas. Mas será que existem outras formas de acalmar o pensamento?

A resposta, segundo pesquisadores da Universidade Colúmbia, nos Estados Unidos, está nas técnicas de relaxamento. Os estudiosos analisaram as evidências científicas sobre a ioga, o mindfulness, o biofeedback e a hipnose contra a chateação.

A conclusão é que elas ajudam a promover o pensamento positivo, o autocontrole e a consciência sobre si mesmo. “Em alguns casos, a prática regular de alguma delas chega até a substituir o uso contínuo de medicamentos, desde que o médico dê a liberação”, diz a enfermeira Rita Marie John, autora do levantamento.

Conheça melhor as quatro abordagens analisadas

Ioga: De origem indiana, combina diversas posturas e movimentos com práticas meditativas.

Mindfulness: Treinamento para trazer a atenção e o foco para o momento presente, sem divagações desnecessárias.

Biofeedback: Envolve fazer medidas de parâmetros como a pressão arterial e a respiração para se conhecer melhor.

Hipnose: Estado de indução e transe temporários provocado por um profissional. É muito parecido ao sono.

Fonte: Ana Maria Rossi, psicóloga, copresidente da Divisão de Saúde Ocupacional da Associação Mundial de Psiquiatria e diretora da Clínica de Stress e Biofeedback, em Porto Alegre