Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Radar da saúde: segurança cibernética preocupa hospitais

Aumento no número de ataques hackers no setor de saúde escancara necessidade de blindar sistemas e pacientes. Veja este e outros destaques no nosso radar

Por Diogo Sponchiato 19 abr 2022, 12h24

Roubo de dados em massa e interferência ou mesmo paralisação da operação estão entre as principais ameaças cibernéticas que hospitais e outras entidades do ecossistema de saúde passaram a encarar — sobretudo após a intensa digitalização dos serviços com a pandemia.

“É um fenômeno global, que exige monitoramento constante e mapeamento das vulnerabilidades nos processos adotados pelas empresas”, afirma Bruno Porto, líder do setor de saúde da consultoria PwC Brasil. “Além de pegarem a base de dados dos pacientes, que costuma ter informações pessoais mais completas, os hackers buscam travar a operação e pedir dinheiro para liberá-la, como em um sequestro”, explica.

Crimes do tipo já ocorreram no país e, ao interferirem na conexão em rede e no funcionamento dos aparelhos hospitalares, podem ter desfechos fatais — o que já foi registrado na Europa.

Segundo pesquisa global da PwC, 49% das empresas de saúde já estão incorporando a cibersegurança em seu planejamento estratégico.

ilustração de oxímetro num dedo
Ilustração: Maíra Mendes/SAÚDE é Vital

Passado: 80 anos do oxímetro portátil

Em 1942, o inventor americano Glenn Allan Milikan apresentou uma nova e mais prática ferramenta para aferir o índice de saturação do oxigênio no sangue — um oxímetro portátil.

Décadas depois, o dispositivo se mostrou essencial diante da Covid-19. E não só dentro dos hospitais. Muita gente comprou o seu na farmácia — e já tem até smartwatch com esse recurso.

tela de exame no computador
Ilustração: Maíra Mendes/SAÚDE é Vital

Futuro: exame dedura Alzheimer pela fala

Com uma amostra da voz e do discurso do paciente, a empresa americana Canary Speech pretende fazer diagnósticos dessa doença que solapa a cognição.

Continua após a publicidade

A ideia é lançar mão da inteligência artificial para captar lapsos de linguagem que tendem a denunciar o problema. Ainda hoje, não existe um exame ágil e específico de rotina para o Alzheimer.

ilustração do mapa de porto alegre
Ilustração: Maíra Mendes/SAÚDE é Vital

Um lugar: primeiro hospital para doenças raras em Porto Alegre

Pioneira na América Latina e prevista para o primeiro semestre do ano, a Casa dos Raros terá equipamentos de última geração e equipe multidisciplinar para atuar no diagnóstico e no tratamento das doenças raras — aquelas que acometem 65 pessoas a cada 100 mil. Um segundo centro deve ser construído na capital paulista.

ilustração de número 20 com pessoa dentro do 0
Ilustração: Maíra Mendes/SAÚDE é Vital

Um número: 20% das buscas sobre bem-estar dirigidas à ansiedade

Um levantamento da plataforma Psicologia Viva, do grupo Conexa, junto à Eurofarma, em cima de registros de mais de 80 mil brasileiros entre junho de 2020 e junho de 2021, revela que “ansiedade” é o assunto mais procurado no contexto dos cuidados mentais. A “depressão” é a segunda colocada, com 6,5% do total das buscas apuradas.

Uma frase: Estanislao Bachrach

“Sua imaginação e sua criatividade também melhoram quando o cérebro reage a novas percepções, principalmente se você procura experimentar o mundo de novas formas. Vá a lugares aonde nunca foi, onde seus sentidos sentem cheiros, ouvem e veem coisas que jamais experimentaram. Explore toda a arte de um museu. Escute música complexa e deixe sua mente interpretar os padrões. Desfrutar da música estimula muitas seções do cérebro e apresenta oportunidades de criar novas conexões neurais.”

Estanislao Bachrach, cientista argentino, autor do recém-lançado Agilmente (Hábito)

Compartilhe essa matéria via:
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e no app.

Blogs de médicos e especialistas.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)