saudeLOGO Created with Sketch.

Quem deve tomar a vacina da gripe na segunda fase da campanha de 2019

A vacinação contra a gripe estava restrita a crianças e gestantes. Agora, pessoas de outros grupos prioritários podem ir aos postos até o dia 31 de maio

Começou a segunda fase da campanha de vacinação contra a gripe em 2019. Se do dia 10 ao 18 de abril as doses na rede pública eram destinadas apenas a gestantes e crianças de 6 meses a 6 anos incompletos, agora elas estão disponíveis para todos os outros grupos prioritários.

De quais pessoas estamos falando? Além das já mencionadas, fazem parte do público-alvo:
• Trabalhadores da saúde
• Povos indígenas
• Puérperas (mulheres até 45 dias após o parto)
Idosos
• Professores de escolas públicas e privadas
• Pessoas com doenças crônicas ou condições especiais
• Jovens sob medidas socioeducativas
• Funcionários do sistema prisional
• Pessoas privadas de liberdade
• Profissionais das forças de segurança e salvamento (policiais, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas)

Veja também

Quem não faz parte da lista também se beneficia da vacina. Mas, aí, é necessário recorrer às clínicas privadas – as injeções custam entre 100 e 200 reais.

O Ministério da Saúde privilegia grupos de risco que estão especialmente expostos ao vírus da gripe (influenza) ou correm um maior risco de complicações –  até porque essa doença é mais grave do que um simples resfriado. O governo disponibilizou 63,7 milhões de doses. A meta é imunizar 90% do público-alvo.

A campanha de vacinação está programada para ir até o dia 31 de maio de 2019. E há motivos para ela começar antes do inverno, período mais associado aos casos de gripe, como você pode ver aqui.