Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Quais são os sintomas do zika na gravidez?

O zika vírus tem preocupado as gestantes devido às possíveis complicações que ocorrem nos bebês, como a microcefalia

Por Maria Tereza Santos Atualizado em 12 dez 2019, 10h34 - Publicado em 28 jan 2019, 18h02

Embora as complicações mais graves do zika costumem ser causados durante a gravidez, os sintomas nas gestantes são muito parecidos com os do resto da população. Estamos falando de febre, dor de cabeça, vermelhidão nos olhos, dor e inchaço nas articulações e manchas vermelhas que coçam.

A questão é que, em 80% dos casos, os sinais da infecção não se manifestam. E, mesmo nesses episódios assintomáticos para a mãe, os bebês podem desenvolver microcefalia e outros problemas de desenvolvimento.

Daí porque o acompanhamento com o médico é fundamental, bem como tomar medidas para evitar picadas do Aedes aegypti, que transmite o vírus. Saiba mais sobre os sintomas e a prevenção do zika a seguir:

  • Quais são os principais sintomas?

    • Dor de cabeça
    • Vermelhidão nos olhos
    • Febre baixa
    • Manchas vermelhas que surgem no rosto e se espalham pelo corpo
    • Coceira
    • Mal-estar
    • Dor e inchaço nas articulações

    Como diagnosticar o zika?

    Além de checar os sinais e se o paciente vive numa região com muitos casos da doença, é possível recorrer a exames de sangue.

    Porém, ele é utilizado apenas em locais com surtos recentes. Gestantes devem considerar o teste após conversarem com o médico.

    Continua após a publicidade

    Complicações do zika na gestação

    Principalmente quando a mulher é picada no primeiro ou segundo trimestre da gravidez, o zika pode atingir o cérebro de seu filho.

    Isso acontece porque o vírus consegue atravessar a placenta e, já no corpo do bebê, invadir sua massa cinzenta. Ali, ele tem potencial para provocar danos neurológicos e microcefalia – condição na qual o crânio do bebê não cresce o suficiente. Como consequência, surgem déficits cognitivos, dificuldades para enxergar, descoordenação motora…

  • Fazendo o pré-natal corretamente, é possível ter o diagnóstico precoce da microcefalia (os profissionais recorrem a exames de imagem). O tratamento das crianças é contínuo – cada uma vai demandar cuidados específicos.

    Cuidados a serem tomados na gravidez

    As medidas de prevenção valem para todos: eliminar pontos de água parada, passar repelente, colocar telas nas portas e janelas e dar preferência para roupas compridas.

    Além disso, as gestantes precisam fazer o pré-natal até o fim. Se houver suspeita, elas devem falar com seus médicos quanto antes.

    Fonte: Kléber Giovanni Luz, infectologista e diretor da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI).

    Continua após a publicidade
    Publicidade