Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

O que é o descolamento de retina?

Conheça as causas desse problema de visão e os tratamentos que impedem seu avanço, como a cirurgia

Por Goretti Tenorio - Atualizado em 10 Feb 2020, 11h05 - Publicado em 10 Feb 2020, 10h05

Como não provoca dor, o descolamento de retina pode avançar despercebido e até levar à cegueira. Conheça as causas desse problema de visão e os tratamentos que contém sua progressão abaixo.

Descolamento de retina
Ilustração: Guilherme Henrique/SAÚDE é Vital

O que é a retina?

Posicionada lá no fundo do globo ocular — que é formado por uma substância gelatinosa, o humor vítreo —, a retina é uma película fina que capta os estímulos luminosos que atravessam a córnea e o cristalino e os transmite ao nervo óptico. A partir dali, por meio de impulsos elétricos, as informações são levadas ao cérebro e traduzidas em imagens.

O processo de descolamento da retina

Com a idade, o tal do humor vítreo fica mais líquido e se retrai. Nesse processo, a retina vai perdendo contato com a coroide, estrutura pela qual recebe nutrientes e oxigênio. A força da tração ali ainda pode causar furos no tecido que fica atrás do olho. Aí o líquido vaza e a infiltração é capaz de levar ao descolamento total da retina.

Visão em perigo

Com o descolamento, começam a faltar oxigênio e nutrientes à retina. A pessoa passa, então, a ter o campo de visão invadido por clarões ou manchas escuras, como se fossem moscas ou teias de aranha. Quando o descolamento se dá perto da mácula, área central da retina, o estrago pode virar cegueira.

Continua após a publicidade

Diagnóstico e tratamento

Laser preventivo: diante da suspeita de que a retina está se esgarçando, a fotocoagulação a laser é o recurso usado para cicatrizar e fechar a membrana.

Cirurgia corretiva: no procedimento, o médico injeta gás ou óleo no humor vítreo. O objetivo é pressionar a área descolada da retina de forma a vedar a rasgadura de vez.

É mito ou fato?

Cuidar da visão é importante, mas nem tudo representa perigo de descolamento da retina

Ler no ônibus
O movimento gera dificuldade em focar o texto, causando enjoo. Mas não afeta a saúde ocular.

Coçar os olhos
Para lesionar a retina, a esfregação tem que ser feita com força excessiva e de forma repetitiva.

Carregar peso
Se houver predisposição ou fatores de risco, erguer cargas pesadas demais pode despregar essa camada.

Esportes radicais
O tranco no final de saltos de bungee jumping ou paraquedas é capaz, sim, de causar ruptura na retina.

O que causa o descolamento na retina

Envelhecimento
Em idosos, o humor vítreo se torna mais líquido, favorecendo vazamentos que pressionam a retina.

Genética
Em todas as idades, pessoas com histórico familiar são mais suscetíveis ao problema.

Miopia
Nessa condição, o globo ocular é maior, o que obriga a retina a se esticar, ficando mais vulnerável a rasgos.

Diabetes
A glicemia alta promove inflamações na região da retina, que forçam o tecido e aumentam o perigo.

Acidentes
Movimentos bruscos com a cabeça ou traumas na região ocular podem fazer a retina se despregar.

Quimioterapia
As drogas para tratar o câncer alteram a composição do humor vítreo, contribuindo para o descolamento.

Fonte: Rubens Belfort Junior, professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e presidente do Instituto Paulista de Ensino e Pesquisa em Oftalmologia (Ipepo) 

Publicidade