Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Nova vacina contra dengue é aprovada no Brasil. E tem outra chegando

O imunizante tem indicação mais ampla do que o disponível atualmente, o que pode facilitar sua chegada ao SUS. E outra fórmula, nacional, avança nos testes

Por Chloé Pinheiro
Atualizado em 9 mar 2023, 14h03 - Publicado em 3 mar 2023, 13h25

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a vacina contra dengue QDenga, criada pela farmacêutica Takeda.

O produto protege contra os quatro sorotipos do vírus e pode ser aplicado em pessoas que nunca tiveram a doença.

“Ele demonstrou uma eficácia que chegou a 90% na redução de hospitalizações e óbitos”, comenta o infectologista Alexandre Naime, da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI).

A Anvisa estava analisando o pedido de registro feito pela empresa japonesa há mais de um ano.

Continua após a publicidade

A vacina disponível hoje, da Sanofi, exige três doses e só pode ser tomada por quem teve a infecção no passado, tanto que não foi incorporada ao SUS.

A nova fórmula pode resolver esse impasse.

À espera de mais um imunizante

O Instituto Butantan anunciou resultados do estudo de fase 3 (o último antes da aprovação) da sua vacina contra a dengue.

Continua após a publicidade

Mais de 15 mil voluntários participam da pesquisa. “Nos dados preliminares, que incluem dois anos de acompanhamento, a eficácia geral foi de 79,6%, tanto em quem já teve dengue quanto nos que nunca foram infectados”, conta Fernanda Boulos, diretora médica do Butantan.

Falta verificar se ela poderá ser utilizada mesmo em quem não teve dengue. Ainda não é possível saber isso porque os sorotipos 3 e 4 do vírus não circularam no Brasil no período avaliado, então não se sabe a eficácia e a segurança em relação a eles.

O estudo será concluído em julho de 2024, segundo o protocolo.

Continua após a publicidade

Devido à inovação e aos resultados alcançados até agora, o projeto do Butantan, liderado pela bióloga Neuza Frazatti, acaba de vencer a 21ª edição do Prêmio Péter Murányi, uma das principais iniciativas de reconhecimento e fomento à ciência no Brasil.

 

eficácia da vacina brasileira contra a dengue

(Ícones: editoria de arte/Veja Saúde/SAÚDE é Vital)

A promessa

Como funciona o imunizante nacional, do Instituto Butantan:

Os sorotipos: A fórmula contém todos os sorotipos do vírus da dengue: DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4.

A tecnologia: Por meio de substâncias químicas, o vírus é atenuado para não ser capaz de causar a doença.

Continua após a publicidade

Efeito: O corpo aprende a produzir anticorpos para quando houver contato com o patógeno real.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A saúde está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA SAÚDE.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.