Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

Impressão 3D de ossos já é realidade

Empresa brasileira cria tecnologia que fabrica partes do esqueleto personalizadas

Por André Biernath - 21 abr 2020, 12h03

Com sede em Jundiaí, no interior paulista, a Plenum promete revolucionar o mercado de saúde: após 12 anos de pesquisa, eles inventaram uma maneira de criar ossos a partir de cerâmica ou metal que são biologicamente compatíveis com o organismo.

“Nosso primeiro foco é a odontologia, mas vemos o potencial de expandir para outras áreas, como ortopedia e oftalmologia”, conta o cirurgião-dentista Alberto Blay, sócio da companhia.

É possível, por exemplo, montar um pedaço de mandíbula que se encaixa perfeitamente no rosto do paciente que sofreu alguma perda óssea. Isso devolve o formato original e facilita a instalação de implantes dentários. “Desenvolvemos um material que é lentamente absorvido pelo corpo e substituído depois por células de verdade”, acrescenta.

A linha de produção de um esqueleto

Veja quais são as principais etapas desse processo

Continua após a publicidade

1. Retrato fiel

A tomografia capta imagens da anatomia e permite planejar no computador a peça que será fabricada.

2. A todo vapor

Após a aprovação do profissional responsável pelo caso, a impressora começa a moldar o novo osso.

Continua após a publicidade

3. Hora da verdade

Com o produto em mãos, é possível realizar a inserção por meio de uma cirurgia.

Publicidade