saudeLOGO Created with Sketch.

Aids: será o fim do coquetel diário?

Pesquisadores avaliam a possibilidade de aplicar doses mensais ou bimestrais de remédio para manter o HIV sob rédea curta

A aids não tem cura, mas tem controle: o coquetel antirretroviral, um conjunto de três ou quatro comprimidos que o portador do vírus HIV precisa tomar diariamente, permite que ele tenha uma vida longa e com qualidade de vida. Só que, de fato, engolir remédios todo dia pode ser um desafio — e, apesar de avanços importantes, o esquema terapêutico contra essa doença funciona assim há décadas.

Mas existe uma perspectiva de que isso mude em breve, com a chegada de opções que funcionam por um ou até dois meses. Durante o último Congresso Brasileiro de Infectologia, que aconteceu no Rio de Janeiro, especialistas brasileiros discutiram o estudo Latte-2, realizado por instituições dos Estados Unidos, Espanha, Bélgica, Alemanha, França, Canadá e Reino Unido.

O experimento, que tem patrocínio das farmacêuticas Janssen e GSK, avalia a eficácia das drogas cabotegravir e rilpivirina aplicadas por meio de uma injeção intramuscular mensal ou bimestral versus a terapia oral diária com cabotegravir e abacavir/lamivudina. O teste envolveu 309 voluntários que tomaram os fármacos diariamente por três semanas antes de partir para as picadas na pele.

Os resultados

Após dois anos de experiência, 87% dos pacientes que receberam a injeção mensal ficaram com o vírus suprimido, ante 94% daqueles que tomaram a dose bimestral. Entre os indivíduos que permaneceram no esquema diário, 84% continuaram com o HIV controlado.

A maioria dos pacientes não sofreu efeitos colaterais dignos de nota. Alguns experimentaram dor ou reações na pele no local em que a agulha foi inserida.

Os autores concluíram que esse tratamento intervalado é seguro e efetivo. Porém, antes de virar realidade, precisa passar por uma nova fase de pesquisas com um número bem maior de voluntários para se certificar que os achados se repitam. Enquanto isso, cabe reforçar que o coquetel atual já representa uma revolução em prol do bem-estar dos soropositivos.

Veja também
Newsletter Conteúdo exclusivo para você
E-mail inválido warning
doneCadastro realizado com sucesso!
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s