Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Contadores de passos incentivam idosos a se exercitarem, diz estudo

Revisão aponta que usar aparelhos do tipo aumenta o nível de atividade física e a mobilidade na terceira idade, período em que o sedentarismo é comum

Por Chloé Pinheiro Atualizado em 21 nov 2019, 18h01 - Publicado em 25 set 2019, 17h40

Com o avançar dos anos, as pessoas tendem a se mexer menos. Uma pena, já que o exercício físico ajuda a conter a perda de massa muscular e a prevenir doenças crônicas, mais comuns nessa fase de vida. Como então motivar os idosos a abandonarem o sedentarismo? Uma revisão sistemática de estudos, feita na Universidade de Sydney, na Austrália, aponta os contadores de passos como uma opção.

Essa tecnologia virou febre nos últimos anos graças à popularização de pulseiras, relógios e aplicativos de celular. Até por isso, virou alvo da ciência. Nesse levantamento, que também contou com a colaboração de pesquisadores da Universidade Estadual Paulista (Unesp), 23 experimentos que avaliaram a eficácia dos contadores de passos e de outras táticas motivacionais foram comparados. No total, 2 700 indivíduos acima dos 60 anos foram incluídos.

A partir daí, notou-se que esses dispositivos aumentam o nível de atividade física dos idosos. Seu uso foi associado a 1 558 passos extras por dia, em média.

A mobilidade — isto é, a velocidade da caminhada, a habilidade de se levantar e outros testes funcionais — também foi aprimorada mais significativamente quando o contador de passos entrou na história.

O benefício dos contadores

Dispositivos do tipo, que estão cada vez mais acessíveis, podem aumentar o engajamento na atividade física, porque facilitam o estabelecimento e acompanhamento metas. Os autores daquela revisão citam ainda que eles amplificam o senso de autonomia e a motivação para se mexer.

Isso é ótimo se você considerar que, na terceira idade, dar algumas passadas já traz muitos benefícios à saúde. Uma pesquisa recente, da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, indica que atingir 4 400 passos ao dia já reduz significativamente o risco de morte em idosos. Isso dá, em média, pouco mais de dois quilômetros de caminhada.

Está pensando em comprar algum? Há diferentes versões, cada uma com seu preço, disponíveis na Amazon*.

*A Editora Abril tem uma parceria com a Amazon, em que recebe uma porcentagem das vendas feitas por meio de seus sites. Isso não altera, de forma alguma, a avaliação realizada pela marca Abril sobre os produtos ou serviços em questão, os quais os preços e estoque referem-se ao momento da publicação deste conteúdo.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e no app.

Blogs de médicos e especialistas.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês