Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
O Fim das Dietas Por Blog Antonio Lancha Jr, professor titular com mestrado, doutorado e livre docência em Nutrição pela USP e autor do livro O Fim das Dietas (Ed. Abril), indica como emagrecer sem cair em promessas furadas.

É possível engordar perdendo peso e emagrecer ganhando peso

Eliminar o excesso de gordura não é sinônimo de perda de peso. E entender essa diferença é vital para não cair no apelo de dietas da moda

Por Antonio Lancha Jr. Atualizado em 28 jan 2021, 13h53 - Publicado em 28 jan 2021, 13h31

Pra entender este título, você antes deve compreender como a água é distribuída no nosso organismo. Aproximadamente 70% do corpo é composto desse líquido. E a água se apresenta em maior proporção nos músculos. Um elemento essencial para o alojamento dela na musculatura é a nossa reserva de carboidratos. Para estocar um grama de carboidrato nos músculos (ou no coração e no fígado), são necessários mais ou menos três gramas de água.

Possuímos, em média, um quilo de carboidratos no corpo, que são guardados junto com três quilos de água. E agora chegamos ao meu ponto: toda a vez que fazemos privações radicais de alimentos contendo carboidratos, reduziremos essa reserva de carboidrato rapidamente — e aí a água vai embora junto, gerando uma súbita perda de peso.

Agora eu pergunto a você: eliminar carboidrato, músculo e água é eliminar gordura? Não, né. Pronto, agora entendemos que a privação de carboidratos na nossa alimentação promoverá perda de de massa magra, não de massa gorda.

Portanto, essa redução de peso vinda de dietas que privam em excesso o carboidrato gera, proporcionalmente, um maior porcentual de gordura em nosso corpo. Nós perdemos peso, mas engordamos.

O inverso também é verdadeiro. Caso você coma aquela macarronada de domingo, faça duas coisas. Primeiro: beba bastante água para o carboidrato ser estocado.

Segundo: esteja preparado para ver um aumento rápido no ponteiro da balança. E saiba que esse incremento do peso corporal representa eminentemente acúmulo de água, e não de gordura. Agora associe isso ao fato de que, com certos exercícios, você aumenta seu volume muscular. Só que o porcentual de gordura no corpo vai cair. Você emagreceu ganhando peso.

Assim, para que você encontre sua melhor versão, sugiro focar menos na balança e mais nas suas roupas. O que você veste dá uma referência melhor se engordamos ou emagrecemos.

Mas se você tem apego à balança, escolha apenas um dia da semana para se pesar, de preferência no mesmo horário. Minha dica: toda sexta-feira pela manhã. Enão esqueça: emagrecer vai muito além de perder peso.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Acesso imediato ao app da Veja Saúde, com as edições digitais, para celular e tablet.

a partir de R$ 9,90/mês