Clique e Assine VEJA SAÚDE por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Com a Palavra

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Neste espaço exclusivo, especialistas, professores e ativistas dão sua visão sobre questões cruciais no universo da saúde
Continua após publicidade

No Dia Mundial da Saúde Ocular, esclareça dúvidas sobre catarata

Oftalmologista explica detalhes sobre a doença, das causas aos sintomas e o tratamento cirúrgico

Por Ricardo Filippo, oftalmologista*
Atualizado em 10 jul 2024, 14h31 - Publicado em 10 jul 2024, 10h18

A catarata é uma condição ocular que afeta milhões de pessoas em todo o mundo, principalmente os idosos. Sua principal característica é a opacificação do cristalino, a lente natural do olho, que leva à visão turva e, se não tratada, pode resultar em perda total da capacidade de enxergar.

Com o aumento da expectativa de vida, a catarata tem crescido e se tornou um problema de saúde pública. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), ela é responsável por 51% dos casos de cegueira no mundo, afetando cerca de 20 milhões de pessoas.

Embora seja uma doença muito comum, ainda gera dúvidas. Neste Dia Mundial da Saúde Ocular, reunimos as perguntas mais frequentes sobre catarata feitas pelos usuários, sobre causas, sintomas e tratamentos.

+ Leia também: Por que preciso de óculos? As dúvidas mais buscadas sobre saúde visual

O que causa a catarata?

Como expliquei no início do texto, a catarata ocorre quando o cristalino se torna opaco. Esse processo em geral ocorre devido ao envelhecimento, que é a causa mais comum.

Outros fatores que contribuem incluem lesões oculares, doenças sistêmicas como diabetes, uso prolongado de medicamentos como corticosteroides e exposição excessiva aos raios UV.

Continua após a publicidade

Quais são os sintomas de catarata?

Os primeiros sinais são visão embaçada, dificuldade para enxergar à noite, sensibilidade à luz e enxergar halos ao redor das luzes.

Algumas pessoas também podem perceber a necessidade de trocar frequentemente os óculos de grau. É importante procurar um oftalmologista ao notar qualquer alteração na visão.

O que é bom para catarata?

Não existem colírios ou medicamentos que possam curar a catarata. Atualmente, a única forma de eliminá-la é com a cirurgia.

A cirurgia de catarata é um procedimento seguro e eficaz, que substitui o cristalino opaco por uma lente artificial.

+ Leia também: Cirurgia de catarata: uma forma de resgatar a qualidade de vida

Continua após a publicidade

Como acabar com a catarata sem cirurgia?

Infelizmente, não é possível eliminar a catarata sem cirurgia. A catarata é uma condição progressiva e, se não tratada, pode levar à perda significativa da visão.

A cirurgia é a única solução definitiva.

Qual é o nome do colírio que trata catarata?

Não existe colírio capaz de curar a catarata. Alguns estudos estão sendo conduzidos para encontrar tratamentos não cirúrgicos, mas, até o momento, a cirurgia é a única abordagem eficaz.

O que fazer para não piorar a catarata?

Embora não seja possível impedir completamente o desenvolvimento da doença, algumas medidas podem ajudar a retardar seu progresso.

Proteger os olhos da exposição aos raios UV usando óculos de sol, controlar doenças sistêmicas como diabetes, evitar o uso prolongado de medicamentos como corticosteroides e manter uma dieta rica em antioxidantes são passos importantes.

Qual o risco de ficar cego na cirurgia de catarata?

A operação é considerada segura e tem uma alta taxa de sucesso. Complicações graves são raras, e a maioria das pessoas recuperam a capacidade de enxergar bem rapidamente.

Continua após a publicidade

O risco de perder a visão é extremamente baixo, especialmente se o procedimento for realizado por um cirurgião experiente.

O que acontece ao não fazer a cirurgia de catarata?

Se a catarata não for tratada, pode levar à perda progressiva da visão e, eventualmente, à cegueira.

A qualidade de vida pode ser significativamente afetada, tornando atividades diárias como ler, dirigir e reconhecer rostos muito difíceis.

Clique aqui para entrar em nosso canal no WhatsApp

Quem tem catarata é obrigado a operar?

Ninguém é obrigado a operar, mas a decisão geralmente é baseada na quantidade de impacto que a catarata tem na qualidade de vida do indivíduo.

Se a catarata está afetando a capacidade de realizar atividades diárias, a cirurgia é altamente recomendada.

Continua após a publicidade

Como saber o grau da catarata?

O grau é avaliado através de um exame oftalmológico completo. O oftalmologista utiliza diversos testes e equipamentos para examinar a opacidade do cristalino e determinar a gravidade da catarata.

O que é o grau 2 de catarata?

A condição é classificada em diferentes graus, de leve a grave, com base na opacificação do cristalino. O grau 2 geralmente se refere a uma catarata moderada, onde a visão já está significativamente afetada, mas ainda não é totalmente opaca.

Quando a cirurgia de catarata é urgente?

A cirurgia de catarata pode ser considerada urgente em casos onde a catarata está causando complicações graves, como aumento da pressão ocular ou inflamação.

Além disso, se a catarata está impedindo o tratamento de outras doenças oculares, a cirurgia deve ser realizada o mais rápido possível.

* Ricardo Filippo é oftalmologista e sócio da Clínica Oftalmológica de Campo Grande, Rio de Janeiro.

Continua após a publicidade
Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.