saudeLOGO Created with Sketch.

Homeopatia para animais

A homeopatia é cada vez mais utilizada no campo da veterinária, com a boa promessa de equilibrar o organismo animal, estimulando as defesas do bicho para ajudar na prevenção e na cura de doenças

Homeopatia para animais

Use uma seringa sem agulha para aplicar o medicamento homeopático
Foto: Dreamstime

Quem já ofereceu homeopatia a seu gato ou cachorro garante: se as gotinhas caem na língua ao sinal dos primeiros latidos ou miados de aflição, ou seja, logo que alguma doença aparece, a resposta pode ser bem surpreendente. Os remédios dessa corrente medicinal – veterinária, inclusive – são capazes de aliviar depressa aqueles sintomas que surgem de uma hora para outra, reforçando o organismo para enfrentar diversos males.

O princípio básico da homeopatia é preparar o corpo para reagir contra diversas encrencas lançando mão de substâncias semelhantes, isto é, substâncias que produzem sintomas iguais aos da doença que precisa ser combatida ou que se quer evitar. Muitas vezes, o veterinário não dá a homeopatia sozinha – prefere associá-la aos conhecidos medicamentos alopáticos, por exemplo, no caso de uma infecção urinária, quando não se pretende perder nenhum tempo. Então, os antibióticos irão arrasar as bactérias que estão atacando o trato urinário, enquanto as gotas homeopáticas cuidarão de melhorar a capacidade de o próprio corpo contra-atacar esses micróbios.

“A homeopatia tem a função de equilibrar o organismo como um todo, e não só atacar a causa de um mal”, explica a veterinária Regina Mota, de São Paulo. Portanto, não só resolve o problema em questão como dá força extra para prevenir recaídas e outras más surpresas. “O melhor é que as fórmulas da homeopatia produzem pouco ou nenhum efeito colateral”, assegura Regina.

Em sua composição pode entrar de tudo um pouco: plantas como calêndula, arnica e tuia, minerais como ouro, prata e cobre, e alguns ingredientes exóticos, como veneno de cobra – tudo diluído em água e álcool. Aliás, tão diluído que não se encontra resquício dessas matérias-primas no líquido. Mas, os homepatas garantem, sua vibração energética continua por lá.

Na hora de aplicar o medicamento, se é difícil manter o bicho com a boca aberta para pingar a quantidade exata de gotinhas, basta usar uma seringa sem agulha e injetar o conteúdo lá dentro.
 

Onde é mais eficaz

Aqui está a lista de problemas veterinários nos quais a homeopatia apresenta bons resultados sozinha ou, de acordo com a avaliação especializada, combinada com as drogas alopáticas.

· Dermatite

· Epilepsia

· Artrite ou artrose

· Otites

· Gastroenterites

· Problemas de coluna

· Cistites frequentes

· Gravidez psicológica

· Rinites alérgicas

· Doenças comportamentais que envolvem ansiedade, automutilação ou hiperatividade
 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s