Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

Descubra o que é medicina antroposófica

Reconhecida pelo Ministério da Saúde e ensinada em universidades, ela trata corpo e alma sem descartar a alopatia

Por Redação M de Mulher - Atualizado em 28 out 2016, 04h20 - Publicado em 14 abr 2013, 22h00

Antroposofia leva em conta a história e os hábitos do paciente
Foto: Getty Images

Os especialistas dessa corrente a definem como menos alternativa e mais integrativa, já que visa o bem-estar biológico e espiritual, e não só acabar com os sintomas.

O médico antroposófico alemão Matthias Girke, que esteve no Brasil para o Programa de Educação Médica Continuada Weleda, diz que a ideia é enfrentar as doenças com o próprio organismo. “Reforçamos as forças curativas para que o sistema imune dê conta do recado”, explica. Isso não significa que os medicamentos tradicionais sejam deixados de lado. O diagnóstico leva em conta a história de vida e os hábitos do paciente, uma vez que as crises podem ter fundo psicológico.

Não confunda com a homeopatia!
A ginecologista médica antroposófica Mary Nakashima, de São Paulo, ressalta que, apesar de fazer uso de remédios homeopáticos e fitoterápicos, a antroposofia tem um jeito próprio de prepará-los, potencializando os ingredientes. O tratamento inclui ainda terapias psicológicas e artísticas.
 

Publicidade