Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

Cães e gatos compulsivos: como tratar

Pesquisa comprova que 2% dos pets sofrem de distúrbios compulsivos. Confira dicas de como afastar a ansiedade

Por Redação M de Mulher - Atualizado em 27 Oct 2016, 21h01 - Publicado em 27 Nov 2011, 22h00
Cães e gatos compulsivos: como tratar

É preciso tomar cuidados ao impedir comportamentos compulsivos
Foto: Dreamstime

 

Se o seu animal de estimação anda perseguindo a própria cauda ou fica se mordendo e arrancando os pelos, ele pode estar com problemas de comportamento. Uma pesquisa da Clínica Animal Purdue, nos Estados Unidos, mostra que 2% dos pets sofrem de distúrbios compulsivos. O zootecnista Alexandre Rossi, de São Paulo, autor do livro Adestramento Inteligente, afirma que esse tipo de atitude está relacionado com ansiedade. “O dono deve ter muita cautela para lidar com a situação”, avisa.


Para afastar a ansiedade

Confira as dicas do zootecnista Alexandre Rossi:

·Incentive atividades físicas. Essa é uma maneira de aumentar a produção de neurotransmissores relacionados ao bem-estar.

· Presenteie o animal com brinquedos que possam ser destruídos. Isso alivia a tensão.

· Saia e entre em casa com calma, ignorando o animal até que ele fique mais tranqüilo.

· Tome cuidado ao impedir comportamentos compulsivos. Um bicho ansioso que lambe constantemente a pata pode repetir ainda mais essa atitude quando percebe que chama a atenção dos donos.
 

Publicidade