saudeLOGO Created with Sketch.

Afunde a artrose na piscina

Revisão de estudos calcula o impacto da malhação debaixo d'água entre pessoas com joelhos ou quadris desgastados pela osteoartrite

São três as principais consequências da artrose, também chamado de osteoartrite: dor, limitação de movimentos e piora na qualidade de vida. E essa tríade de sintomas foi analisada em um levantamento do Instituto Cochrane voltado para o efeito terapêutico das atividades físicas aquáticas.

Após angariar dados de 13 pesquisas — que reuniram 1 190 voluntários —, os especialistas observaram melhoras singelas nos sujeitos que entraram na água em comparação com os sedentários. “Não dá pra dizer que esse exercício é mais eficaz do que as modalidades terrestres”, pondera o ortopedista Ricardo Nahas, coordenador do Centro de Medicina do Esporte do Hospital 9 de Julho, em São Paulo. “Mas ele de fato pode ser mais seguro, porque a água diminui o peso do corpo, sobrecarregando menos as articulações”, arremata.

Veja também

Benefício na piscina

O tamanho do alívio proporcionado por hidroginástica e companhia

Dor: melhora de 5%

O grupo que treinou na água deu,de 0 a 100, a nota 41 para a intensidade da dor de sua artrose. Nos outros, a média foi de 46.

Restrição na mobilidade: melhora de 13%

Quem não caiu na piscina reportou uma maior dificuldade para andar, agachar, subir escadas…

Qualidade de vida: melhora de 13%

Foi o resultado mais expressivo. Os exercícios aquáticos deixaram seus praticantes felizes e dispostos.