Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

Exercícios vigorosos não causam artrose no joelho

De acordo com novo estudo, mesmo pessoas com tendência a apresentar esse problema nas juntas podem praticar esportes mais intensos

Por Theo Ruprecht - Atualizado em 19 jun 2020, 14h55 - Publicado em 25 jun 2020, 09h02

Correr, jogar tênis ou mesmo futebol… Certas modalidades dão medo em quem tem alto risco de desenvolver a osteoartrite, também conhecida como artrose, no joelho.

Mas nossas descobertas mostram que essas pessoas podem realizar práticas vigorosas com segurança”, diz a fisioterapeuta Alison Chang, da americana Universidade Northwestern.

Ela e seus colegas avaliaram 1 194 indivíduos com média de 58 anos que possuíam excesso de peso, histórico de cirurgia no joelho ou outros fatores que predispõem à osteoartrite. Em até dez anos de acompanhamento, não se notou uma maior incidência do problema entre os que aderiam a exercícios intensos.

Só dois detalhes: é necessário dar tempo para o repouso e buscar orientação profissional.

Continua após a publicidade

O que é osteoartrite

Até 85% do pessoal com 75 anos ou mais exibe sinais de algum tipo de artrose

Um joelho saudável: essa articulação é formada, entre outras coisas, pelas extremidades da tíbia e do fêmur. No meio desses ossos, existe um tecido cartilaginoso que serve de amortecedor.

Sem proteção: a cartilagem sofre um desgaste ao longo dos anos, fazendo com que os ossos entrem em contato direto. Tendões e ligamentos também sofrem alterações.

O resultado: o atrito constante e as deformações das estruturas do joelho podem provocar dores e limitação de movimentos — embora nem sempre isso ocorra.

Continua após a publicidade

Quadril em forma para amenizar a artrose no joelho

Uma revisão de pesquisas conduzida por instituições australianas mostra que treinos que atuam na região central do corpo auxiliam indivíduos com artrose no joelho. Segundo ela, trabalhar as estruturas do quadril reduz os incômodos e melhora a movimentação das pernas. Não é porque uma parte do corpo dói que as outras podem ser esquecidas.

Publicidade