Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

O ser humano não foi programado para beber leite quando adulto?

Tem muita gente que usa esse argumento para pregar que todo mundo deve banir esse alimento da dieta

Por Redação Saúde é Vital Atualizado em 8 nov 2018, 10h45 - Publicado em 15 set 2016, 06h30

Em tese, a natureza nos programou para beber o leite materno até por volta dos 2 anos. Teoricamente, depois disso, a bebida não precisaria mais fazer parte da dieta — por isso dá para entender que o corpo reduza a fabricação de lactase, uma vez que a enzima não teria serventia sem a lactose a ser quebrada.

Acontece que, em milhares de anos de história, a alimentação dos seres humanos foi se modificando. Em determinado momento, alguns povos passaram a domesticar o gado, e o leite da vaca aos poucos se incorporou ao cardápio, assim como os seus derivados. Pesquisadores explicam que essa exposição proporcionou, com o tempo, uma mutação genética em algumas tribos.

  • No organismo dessa gente, que se multiplicou e se espalhou pelo globo, a lactase passou a ficar ativa por mais tempo. Isso explica por que há pessoas capazes de manterem uma expressiva produção da enzima ao longo de toda a vida. Por outro lado, nas populações que permaneceram à base de vegetais e só mais recentemente tiveram contato com o leite — caso de grupos na Ásia e na África — são mais comuns as queixas gastrointestinais.

    Publicidade