Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

Poeira seria perigosa para os gatos

Estudo revela que elemento presente na sujeira de casa estaria por trás de problemas de tireoide entre os felinos. Saiba como protegê-los

Por Maria Tereza Santos - 2 jun 2019, 10h30

Pesquisadores da Universidade de Estocolmo, na Suécia, já haviam constatado que uma substância chamada retardante de chamas bromado, usada em móveis e equipamentos eletrônicos para evitar que eles peguem fogo, seria capaz de desregular hormônios dos gatos — o que explicaria o maior índice de episódios de hipertireoidismo nesses bichos.

O que os investigadores descobriram agora é que o tal do retardante pode se dissolver e tornar-se parte do pó da casa.

Segundo o veterinário Waldemar Tavares, da clínica The Cat from Ipanema, no Rio de Janeiro, genética e idade avançada são os fatores mais determinantes para o descompasso na tireoide felina. “A exposição ao retardante não é a única causa, mas, em razão do contato diário, pode influenciar”, avalia.

Ele afirma que, embora a limpeza da residência seja importante, a prioridade é não esquecer o checkup no pet.

Continua após a publicidade

Como fazer a faxina sem arriscar a saúde dos gatinhos

Chão tinindo: Use pano com água sanitária bem diluída duas vezes por semana. Para o carpete ou tapete, vá de aspirador.

Móveis sem pó: Passe um pano umedecido só com água neles e nos eletrônicos. A frequência depende do estado da casa.

Os produtos certos: Tavares avisa que não podem ter o cheiro muito forte para não atrapalhar o olfato dos bichos.

Ração segura: O pó também cai no potinho de ração. Limpá-lo com água e detergente neutro dá conta do recado.

Publicidade